Acompanhe as Obras do Maracanã para 2014

Maquinário pesado na Reforma do Maracanã

Assim como a maioria dos estádios sede de jogos da Copa do Mundo 2014, as obras do estádio Marcanã podem ser consideradas no mínimo tumultuadas. Entre problemas com licitções, denúncia de desvio de verbas, greve de operários, visita do Deputado Federal Romário, as obras seguem aos trancos e barrancos e as autoridades garantem que o estádio estará em condições para a Copa do Mundo 2014.

  •  A greve: após 19 dias de greve, os operários da obra de reforma do Estádio Maracanã chegam a um acordo. Eles solicitavam melhorias nas condições de trabalho, no que tange a alimentação e segurança, e salarial. Eles retornaram ao trabalho no dia 19 de setembro.
  • Licitações: constantes problemas com as incessáveis solicitações de aumento no orçamento para as obras fez com que o TCU (Tribunal de Contas da União) intercedesse, solicitando comprovações de projetos que solicitavam cerca de 200 milhões de acréscimo ao orçamento inicial. A Secretaria de Obras do Estado justifica que tais modificações são exigências impostas pela FIFA.
  •  Romário vista o “Maraca”: no dia 10 de outubro o Estádio recebe a visita de autoridades, entre elas os ilustres Deputados Romário e Bebeto, com a finalidade de acompanhar o andamento das obras. Tiveram questionamentos incisivos de Romário aos encarregados e ao que tudo indica as coisas estão se mexendo, mas o Governo já admite atraso na obra, segundo o Portal2014.

Do orçamento inicial de 600 milhões a obra do Maracanã já chegou a 1 Bilhão, tendo recuado para 859 milhões de reais. Este investimento deveria ser realizado através de uma parceria público-privada, entretanto está sendo pago com recursos do Governo Estadual e do BNDES.

Outra questão importante que já se encontra em discussão é para quem passará a administração do estádio após a Copa do Mundo 2014, pois apesar de o governo não confirmar a respeito de ser a iniciativa privada, já esteja negociando com Fluminense e Flamengo o gerenciamento.

Segundo o site do governo Portal da Transparência, o Maracanã receberá modificações em seus acessos, incremento no número de sanitários e lanchonetes; serão criadas 14 mil vagas de estacionamento, utilizando locais em um raio de 1,5 Km ao redor do estádio, tudo isto para se adequar à recomendação do Caderno de Encargos da Federação Internacional de Futebol (FIFA).  Terá uma redução na sua capacidade para 76 mil lugares, reconstrução da arquibancada inferior, geometria oval e 108 camarotes. A sua fachada será mantida, logo que foi tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Foto: Rodrigo_Soldon no Flickr

Autor: Geronimo Torres Appel

Blogger na rede The Diktyo SL.Estagiário na empresa Salvat & Partners (Barcelona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *