Ambiente hostil do Atacama não é empecilho para a prática do turismo

São Pedro de Atacama é conhecida como capital arqueológica do Chile

Fazer turismo na região mais árida do planeta não é tarefa fácil para ninguém. E é justamente por isso que vale muito a pena conhecer o Deserto do Atacama, no norte do Chile. O ambiente hostil e inóspito está situado a uma altitude de 2440 metros acima do nível do mar. As águas das chuvas não passam de 35 milímetros por ano. Se não fosse pelo céu azul característico da Terra, poderíamos dizer que se trata do planeta Marte, já que o solo impermeável é muito semelhante ao daquele longínquo lugar.

Como em todas as regiões desérticas do mundo, o clima no Atacama é caracterizado pela grande amplitude térmica, que faz as temperaturas variarem bastante ao longo de um único dia. As altas temperaturas durante o dia, que podem chegar a 40°C, contrastam com a queda brusca de temperatura durante a noite, período em que os termômetros podem cair para 0°C. Por isso, é importante levar na bagagem roupas leves e pesadas, protetor solar e labial. É recomendável também beber muita água ao longo do dia. Por falar em água, não se dê ao trabalho de levar guarda-chuva na mala. O Atacama é o lugar na Terra que passou mais tempo sem receber chuvas. Foram mais de 1400 anos na secura total!

No meio do nada, um oásis singular serve como base para a exploração turística da região. Esse lugar se chama São Pedro de Atacama, pequena cidade que ainda guarda os costumes de povos pré-incaicos. Conhecida como capital arqueológica do Chile, a cidadezinha possui pouco mais de 2000 habitantes. Apesar de pequena e isolada, São Pedro de Atacama possui uma vida noturna relativamente agitada e os bares e restaurantes ficam abertos até de madrugada repletos de clientes. Na Rua Peñas da Caracoles, turistas de todo o mundo param para apreciar as apresentações de músicas folclóricas típicas do norte chileno. Não deixe de conhecer a Igreja de San Pedro, construída pelos colonizadores espanhóis, e o Museu Arqueológico Padre Le Paige, com suas relíquias de múmias, dentre outros artefatos.

Localizado a 33 km da cidade de  São Pedro de Atacama, o vulcão Licancabur, na fronteira com a Bolívia, é um dos principais cartões postais da região. A montanha possui 5916 metros de altitude, o que torna possível avistá-la de longas distâncias. O local era sagrado para os povos que viviam na região antes da chegada dos colonizadores da Espanha e, nos dias atuais, atrai muitos aventureiros. Para escalar essa montanha, é mais seguro entrar pelo lado boliviano, já que o terreno do lado chileno ainda possui minas instaladas, desde a época em que o Chile e a Argentina disputavam as terras dessa região.

Foto São Pedro de Atacama: oficinadeturismo.net

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *