Sem dinheiro para viajar

Parque Lage
Parque Lage, localizado próximo á Trilha do Corcovado
O final do ano é o período em que mais se gasta dinheiro, seja acertando as contas, comprando presentes ou pagando impostos. Por isso, nem sempre a viagem ou o passeio desejado pode ser realizado. Para não ficar em casa e ainda aproveitar o que a sua cidade tem de melhor, confira as dicas de passeios gratuitos na cidade do Rio de Janeiro!

Parque Lage – Localizado próximo á Trilha do Corcovado e ao lado do Jardim Botânico, o Parque Lage é um exemplo de arquitetura antiga. No interior do parque é possível visitar grutas, um aquário deslumbrante, construções antigas, lagos, diversas espécies de animais nativos da Mata Atlântica vivendo em liberdade e muita diversão ao ar livre.

Biblioteca Nacional – A Biblioteca Nacional oferece visitas guiadas pelas instalações do prédio, além de informações históricas e culturais do nosso país. As visitas acontecem durante a semana. É necessário agendar . Fique por dentro a programação através do site ou dos prospectos distribuídos na recepção da Biblioteca, onde outros eventos gratuitos são divulgados.

Bosque da Barra – Extensa área verde ideal para pic nics e tardes tranquilas. Não há comida e bebida sendo vendidas no parque, por isso é aconselhável levar lanche. Seu estilo europeu atrai turistas de diversos lugares. Tem um estacionamento com segurança e muitas vagas. O parque só funciona durante o dia.

Quinta da Boa Vista – Local próprio para levar as crianças durante o dia. A Quinta oferece diversas opções de lazer como o Zoológico do Rio de Janeiro, um museu com importantes peças históricas, passeio de caiaque, bicicleta dupla e quadra de esportes.

CCBB –  O Centro Cultural Banco do Brasil reúne diversas exposições em galerias de arte de alta qualidade. As melhores exposições você encontra no CCBB. Além disso, o CCBB oferece um cinema á preço popular com exibição de filmes que já não estão em cartaz.

Mirante do Leblon – Vista incrível e muitos quiosques. Se você curte fotografia, leve sua câmera e aproveite para assistir ao pôr do sol do mirante. O acesso não é tão fácil, é preciso passar por uma subida um pouco extensa mas vale a pena.

Parque das Ruínas – Possui  uma vista incrível para a Baía de Guanabara  e para o Centro do Rio de Janeiro. Para chegar até lá, vale a pena pegar o Bondinho nos Arcos da Lapa, se você optar por seguir viagem em pé, o trajeto também é gratuito! São dois passeios em um só!

Foto: estilomnovaes.wordpress.com

São Luiz: História e Lazer em um só lugar

Palácio dos Leões, um dos principais pontos de São Luiz
Palácio dos Leões, um dos principais pontos de São Luiz

Cidades históricas são, em geral, perfeitas para descansar, visitar monumentos e participar de eventos regionais. São Luiz, a capital do Estado do Maranhão, tem sido muito procurada nos últimos tempos por suas tradições culturais. Muita cultura e diversão na cidade considerada o coração de Maranhão. Tombada a pedido da Unesco, grande parte do acervo histórico foi restaurado e revitalizado. No bairro de Praia Grande, é possível observar o Centro Histórico de São Luiz que atrai muitos visitantes diariamente.  Ficou com vontade de conhecer a cidade? Confira aqui algumas dicas de viagem!

Para quem gosta de passear e explorar os principais pontos da cidade, o Palácio dos Leões, a Casa das Trulhas e o Museu Histórico e Artístico do Maranhão são destaque. São Luíz detém uma infinidade de patrimônios históricos, museus, teatros e bastante atividade ao ar livre. A Igreja do Desterro, a Casa do Maranhão e a Igreja Matriz da Sé são abertos para visitação diária e gratuita. Além das belezas naturais, fontes históricas e feiras artesanais imperdíveis. São Luíz é sem dúvida uma das maiores belezas naturais do Brasil. Alugue uma bicicleta e fotografe a cidade.

A hotelaria de São Luiz é bastante vasta. Dentre os principais hotéis estão o Hotel Praia Ponta Dareia, o Solares Suits, o Costa Atlântico Hotéis e o Litorâna Praia Hotel. Os preços da diária variam entre cento e sessenta e trezentos reais. Normalmente, os preços aumentam devido a fatores como: proximidade da praia, infra-estrutura, quartos individuais, chuveiro elétrico e refeições incluídas. Existem pousadas a preços mais acessíveis, um pouco mais afastadas mas igualmente acolhedoras e charmosas.

A gastronomia é um capítulo a parte. São Luiz tem um cardápio bastantew variado e típico. Destaque para os frutos do mar, caldeiradas, tortas, vatapá, cururu e outras receitas  com peixe, camarão e carangueijo. As sobremesas também não ficam para trás, pés de moleque, pamonha, doces de coco, tapioca e arroz doce. São muitas delícias em um só lugar! As frutas regionais também são bastante apreciadas. A acerola, pitanga, abricó, graviola, manga e outras são usadas em doces e sucos. Não deixe de experimentar o arroz de cuxá, feito com camarão seco, erva vinagreira, gergelim e mandioca.

Leia também:

Tiradentes – Um dos melhores atrativos no roteiro das cidades históricas mineiras

A cidade histórica de Ouro Preto

Foto: Lyssuel Calvet no flickr

Viaje Sozinho!

Dicas para quem vai viajar sozinho
Dicas para quem vai viajar sozinho

Viajar sozinho é umas das experiências mais enriquecedoras que se pode vivenciar. Eleva a sua responsabilidade, maturidade, independência e funciona como um ‘tempo para você mesmo. Organizar as idéias, planejar o futuro, enfim, viajar sozinho tem uma série de vantagens. Muitas agências de viagem têm pacotes mais econômicos próprios para quem planeja uma viagem solitária. É preciso estar atento a possíveis imprevistos antes de embarcar nesta aventura, mas a diversão é garantida! Confira algumas dicas para sua viagem ser inesquecível!

Faça eco-turismo! – Se a sua intenção em uma viagem solitária é fazer intercâmbio cultura, o eco-turismo é uma ótima oportunidade para conhecer gente nova! Afinal, é um grupo de pessoas que não se conhecem entre si compartilhando uma experiência e um interesse em comum. Além de ser uma alternativa barata de ocupar sua agenda de bordo.

Lonely Planet – É um guia de viagens para aventureiros solitários. Nele você encontra informações, dicas de pontos turísticos, restaurantes, hotéis, pousadas, pontos de táxi, enfim, um lonely planet pode salvar a sua pele em situações de urgência, principalmente se você estiver em um país estranho! Ele se encontra a venda em bancas de jornais e livrarias, custa bem baratinho.

Diário de Bordo – Registre os locais e experiências em um diário de bordo para que seus amigos e parentes acompanhem tudo que está acontecendo na sua viagem! Pode ser um blog ou de papel mesmo! A dica é conhecer o máximo de lugares e compartilhar tudo periodicamente! Os diários eletrônicos têm a vantagem de serem mais interativos e práticos, mas os caderninhos são ótimos para registrar sentimentos e informações importantes do local visitado.

Leitura – Aproveite sua viagem para realizar atividades solitárias como ler aquele livro que você ainda não terminou por falta de tempo ou por interrupção das pessoas á sua volta. Garimpe novos títulos em lojas de livros usados escritos na língua falada do país escolhido, caso sua viagem seja internacional, é uma ótima forma de praticar o novo idioma.

Albergues – Custam muito menos que hotéis e pousadas convencionais e de quebra, possuem uma grande circulação de pessoas jovens e interessadas em fazer novas amizades! Albergues costumam oferecer instalações bem simples, mas como você só utilizará o quarto para dormir e tomar um banho, acaba sendo a melhor opção. Pesquise os que ficam próximos ao centro da cidade em que está para que a despesa com transporte não pese tanto no orçamento final da viagem. Normalmente os pontos turísticos mais interessantes e a vida noturna da cidade encontram-se no centro.

Saiba mas dicas para quem vai viajar sozinho

Foto: katita7.wordpress.com