Cultura e turismo no Maranhão

Cultura do Bumba Meu Boi
Cultura do Bumba Meu Boi
Localizado na região nordeste brasileiro está o Maranhão. Economia desenvolvida principalmente dentro do setor turístico que aproveita para lucrar com as longas dunas de areias, conhecidas também como lençóis maranhenses. No século XVI algumas tribos chegaram à região, entre elas: tupinambás, potiguaras e tremembés. O local participou de maneia ativa da colonização. Clima quente com brisas ao entardecer. Neste sentido, cultura junto com visuais paradisíacos arenosos são dois aspectos peculiares do turismo no maranhão.

Bumba Meu Boi: O Maranhão é conhecido em nível mundial por causa da cultura do Bumba Meu Boi. A cidade de Pindaré Mirim representa destaque no folclore praticando no Estado. As Festas Juninas são momentos ideais para este tipo de visitação turística, quando diversos municípios promovem os eventos juninos de rua, que não existem mais em outros centros metropolitanos espalhados pelo Brasil.

Os arraiais trazem manifestações folclóricas cultuadas pelo povo há séculos, sendo que o foco está no Bumba Meu Boi. Nas festas juninas é possível ouvir de longe o barulho das apresentações com batucadas e cantos de marchinhas ao redor da cidade.

Na região de Pindaré há grupos folclóricos especializados em cultuar o Bumba Meu Boi que participam de campeonatos que concedem altas quantias financeiras como prêmio aos primeiros colocados. O destaque cabe pelo UPAON-AÇÚ, principal grupo do gênero na região que representa a cultura do estado com exatidão pragmática. Conhecidos em virtude do figurino desenhado com extremo cuidado e singularidade nas cores empregadas com alegria nas roupas do boi ou dos alegóricos que rodeiam o protagonista na apresentação.

Cozinha maranhense: O Maranhão também tem reconhecimento mundial quando o assunto é gastronomia, com culinária renomada elogiada por grande parte das revistas especializadas em viagens turísticas. Não se pode ignorar o fato de que as gastronomias portuguesas, francesas e indígenas formam as receitas que são singulares na região. Cebolinha, coentro, cheiro-verde, cominho em pó e pimenta do reino forma a base dos temperos presentes nos peixes e frutos excêntricos.

Os pratos elaborados no interior também representam destaque na região.  O arroz de cuxá simboliza a essência da culinária, principalmente se está misturado com camarão seco, farinha seca, gergelim ou vinagreira. Vale destacar ainda os alimentos destaques no interior, caso da galinha ao molho pardo, carne-de-sol, mocotó, dobradinha e sarrabulho.

O centro da capital do Maranhão é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade, e por este motivo não pode deixar de ser visitado, principalmente se o turista almeja fazer viagens culturais.

Leia mais:

Foto: maranhaomaravilha.blogspot.com

Seguro viagem é viável?

Confira algumas dicas sobre o seguro viagem
Confira algumas dicas sobre o seguro viagem
Especialistas entram em convergência ao afirmar que a única desvantagem está em não usar o serviço, visto que as empresas que ofertam não disponibilizam nenhum tipo de retorno financeiro. Porém, esta poder ser medida como vantagem, afinal, quem aprecia a ideia de ter problemas enquanto está viajando? O seguro viagem é indicado para pessoas que planejam excursões para fora do país. Confira algumas dicas sobre o seguro viagem.

Serviços de Cobertura: Seguro Viagem

  • Atendimento jurídico
  • Seguro para acidentes pessoais
  • Indenização por morte, enfermidade ou acidente
  • Seguro por perda e serviço de busca e localização de bagagem
  • Seguro de cancelamento de viagem
  • Assistência de Guia Turístico
  • Assistência (Odontológica e Médica)

De certa forma nem tudo no mundo é perfeito. Podem acontecer os mais diferentes problemas diferentes quando menos se espera. Imagine ser preso estando em terras estrangeiras, quem pode te salvar? Para estes e outros motivos o seguro viagem representa opção viável.

Turistas que estão planejando passar longas temporadas fora de casa podem encontrar a solução que faltava no seguro viajem. Isso acontece em consequência do excesso de bagagem, ou mesmo para tratar de doenças que foram conquistadas nos países visitados. Todos os serviços básicos são cobertos nos planos máster.

Diferenças: Assistência e seguro viagem

Caso alguma pessoa, por exemplo, fique com dor de dente durante a viagem, é necessário apenas ligar à central de atendimento e solicitar o serviço. Em menos de cinco minutos surge à resposta com o endereço, data e horário marcado. Assim acontece na assistência viagem. Isto é, representa atividade simplificada aos clientes, visto que as empresas possuem incumbência de buscar os serviços profissionais qualificados.

Por outro lado, nos seguros viagem a cobertura acontece conforme cada evento inesperado presenta na trajetória do turista que está em viagem internacional, sendo que os segurados não possuem direito em receber valores integrais do plano em cada momento. Nas assistências existem limites descontrolados por cada circunstância.

Nações que participam de maneira ativa de programas de intercâmbio exigem com que os participantes tenham o seguro viagem. Países que assinaram o Tratado de Schengen obrigam seguros equivalentes a 30 mil euros nas viagens que duram mais do que 90 dias.

O seguro precisa cobrir no mínimo despesas equivalentes a trinta mil euros aos prazos de viagens superiores aos noventa dias. Alemanha, Áustria, Bélgica, Itália são algumas das nações que assinaram o documento. Turistas precisam estar atentos para as viagens de longa duração ao velho continente.

Leia mais:

Foto: jeffersonworldtrip.blogspot.com

Vacinas para viajar

Conheça as vacinas necessárias para ir viajar
Conheça as vacinas necessárias para ir viajar

Pode-se dizer que não existe uma lista precisa sobre quais são as vacinas necessárias para ir viajar. Com o passar do tempo às doenças mudam em diferentes regiões do mundo. Turistas precisam ter em mente que se faz preciso saber desta informação antes de confirmar a compra da viajem nas agências turísticas. A vacina representa principal método para os visitantes não contraírem doenças espalhadas não somente pelo Brasil como também ao redor do mundo. Jamais se esqueça de que a saúde precisa estar em primeiro lugar.

Aspectos Gerais

De acordo com o Ministério da Saúde que viaja para qualquer país estrangeiro precisa tomar a vacina que combate a Influenza. Os turistas ainda precisam da precaução contra incidências das Hepatites A e B.

Quem viaja ao norte do Brasil, ou para qualquer país da América do Sul, necessita tomar no mínimo a vacina contra febre amarela antes de dez dias da data oficial de partir ao estrangeiro. Necessário consultar as informações adicionais do país de destino dentro da zona continental, visto que as variações bacterinas acontecem em ritmo acelerado.

Interessado em partir ao continente africano ou asiático precisam de proteção contra a febre tifoide. Atenção! Dependendo do local de visita nestes continentes se faz necessário ainda tomar a vacina contra a cólera, no prazo de pelo menos oito dias antes de sair do Brasil.

Atenção com a Pneumonia Asiática

A doença apresentou sua face no ano de 2003, quando foram contabilizadas mais de seis mil pessoas com pneumonia asiática em todo planeta Terra. Ao todo estão contabilizados números de suspeitos em quase trinta países. Epidemia que já matou quatrocentas pessoas de forma direta.

De acordo com a maioria dos especialistas que estuda a doença o melhor método contraceptivo contra a doença é desmarcar a viagem marcada aos locais que apresentaram incidência positiva. Isso acontece porque os cientistas ainda não descobriram a vacina contra este tipo de doença que caso não seja tratada a tempo pode causar a morte.

Quais são os países com a doença?

É possível dizer que os países asiáticos estão no centro da epidemia, fator que justifica o nome popular conquistado pela doença. Interessante notar que o Canadá está entre as únicas nações fora da Ásia que apresentam forte nível de incidência da pneumonia asiática. Oceania, América do Sul e Europa tiveram casos suspeitos que ainda não foram confirmados. Interessados podem consultar a lista completa no site oficial da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Foto: compostura.wordpress.com