Berlim guarda lembranças de um período conturbado na história mundial

O Portão de Brandemburgo é um dos pontos turísticos mais distintivo em Berlim

Durante muitos anos, Berlim foi associada ao vergonhoso muro que a dividiu entre Berlim Oriental e Berlim Ocidental. Logo após a Segunda Guerra Mundial, a cidade foi repartida em quatro setores de ocupação: francês, britânico, norte-americano e soviético. O lado leste, que ficou sob o controle da União Soviética, era caracterizado pelo regime socialista. A zona ocidental, influenciada por Estados Unidos, França e Inglaterra, era capitalista. Quem estava do lado de lá, não podia atravessar para o lado de cá, e vice versa. E assim a capital alemã permaneceu durante os anos da Guerra Fria.

Todas as pessoas do mundo se lembram, ou pelo menos já viram imagens daquele fatídico ano de 1989, quando jovens alemães derrubaram aquela versão de concreto da Cortina de Ferro. Foi um momento histórico. E quem visita Berlim atualmente, tem a oportunidade de ver de perto o que sobrou desse período conturbado. Alguns pedaços do Muro permanecem de pé para que a história não se repita. O aspecto da cidade melhorou muito após a reunificação das duas Alemanhas. As ruas não têm mais aquele visual abandonado, principalmente as da antiga Berlim Oriental. Ao longo da década de 90, a cidade foi se modernizando e atraindo cada vez mais turistas. Exemplo disso são os prédios modernos de aço e vidro do bairro de Potsdamer Platz, na área leste, que há dez anos não passava de um lugar feio e abandonado. É difícil imaginar que uma cidade bonita como Berlim estava em ruínas há quase 70 anos.

Sem esquecer seu passado, Berlim respira boemia, cultura e muita diversão. A vida noturna da capital alemã é agitada e atrai milhares de pessoas em busca de boates, baladas de vários ritmos, festas underground ou simplesmente um barzinho para se apreciar uma cerveja (São mais de 6800 marcas da bebida, distribuídas pelos mais de 5000 bares berlinenses). A juventude comparece em peso! As atrações culturais de Berlim são diversificadas, com seus 180 museus, 500 igrejas, 135 teatros e três óperas, além das inúmeras galerias, parques e monumentos espalhados pela área urbana. Um dos maiores eventos do mundo relacionados à Sétima Arte acontece em Berlim: O Festival Internacional do Filme de Berlim.

Dentre os lugares de interesse da cidade, pode-se destacar o Portão de Brandemburgo. Símbolo da capital da Alemanha, o monumento neoclássico também é o principal cartão postal do país.

Não há dificuldades para os turistas se locomoverem na cidade. Berlim possui linhas de metrô suficientes para atender as áreas centrais e periféricas. Os sistemas de ônibus e trens também trabalham com eficiência.

Foto: Márcio Cabral de Moura no Flickr

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *