Bonito, a cidade descrita pelo próprio nome

Bonito é um paraíso natural

Pode parecer clichê, mas o fato é que quando nos referimos à cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul, é necessário afirmar também que a cidade faz jus ao nome. Bonito é um dos municípios que integram o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, no sudoeste do estado, região do Pantanal. Situada a 265 km da capital Campo Grande, a cidade é conhecida no Brasil inteiro pelos rios de águas límpidas repletos de peixes multicoloridos, grutas, cavernas, cachoeiras enormes e paredões rochosos formados há milhares de anos. Todo mundo sabe que o Brasil possui um potencial imenso para a prática do ecoturismo, já que existem inúmeros lugares propícios espalhados pelo mapa do país. Mas, Bonito é, sem sombra de dúvida, um dos melhores, mais belos e atraentes para os turistas.

Não deixe de mergulhar nas águas do rio Formoso, Da Prata e das cavernas adjacentes para se encantar com as águas cristalinas. Essa super transparência da água dos rios foi causada por inúmeros acidentes geológicos que depositaram grandes concentrações de calcário no solo. A biodiversidade nesse ambiente é imensa e atrai muitos profissionais de ciências biológicas. É possível encontrar cardumes de peixes, como os Curimbatás, Piraputanga, dentre outros. No meio de tudo isso, vale lembrar que é necessário um mínimo de experiência e equipamentos adequados, por isso a dica é se informar nas agências de turismo ao fechar os pacotes de viagem, para evitar situações indesejáveis.

Na década de 90, Bonito conseguiu adotar mecanismos que conciliaram o dilema turismo versus preservação ambiental. O que explica o reconhecimento de Bonito como exemplo de turismo sustentável é o fato da própria comunidade local se envolver em todos os serviços. Os turistas são obrigados por lei a pagar uma taxa de visita e contratar um guia credenciado. Por isso, é necessário levar uma quantidade mínima de dinheiro para passar uns dias nessa região. Na área urbana do município, a infra-estrutura com hotéis, pousadas, bares, restaurantes e lojas de artesanato para todos os gostos e bolsos garante o bem estar dos turistas. Não deixe de passar pela Praça da Liberdade, cartão postal famoso que chama a atenção pela fonte central, com a réplica de dois peixes Piraputangas gigantes.

Outra atração é o circuito rural, com passeios pela fazenda Segredo das Águas e pela Ilha do Padre para curtir cavalgadas ao ar livre, almoços feitos em forno a lenha etc. Além, disso, é possível praticar esportes radicais e de aventura, como arvorismo, trilhas no meio do mato, rafting, dentre outras opções.

Foto Bonito: tropic-concept.com

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

1 pensamento em “Bonito, a cidade descrita pelo próprio nome”

  1. É lindo!!! Nunca fui lá, mas somente por suas indicações, já agendei uma viagem para o mês que vem…
    Obrigado por essas informações!!! Foi muito útil para mim.
    Meu chefe já me liberou mês que vem para poder ir para BONITO!!!
    Vai ser o máximo, brigadão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *