Brasília (Plano Piloto)

Plano Piloto de Brasília, Lúcio Costa

Local das solenidades e dos palácios de arquitetura contemporânea empregada com conceitos futuristas idealizados por Oscar Niemeyer. No traçado urbanístico de Lúcio Costa, há duas regiões reservadas ao desenvolvimento residencial, são as chamadas superquadras. A estrutura neste quesito está organizada, no entanto o aumento da violência e tráfico de drogas também envolve está metrópole na atualidade.

Ruas e avenidas nunca se cruzam – no começou algo inovador, hoje em dia a estrutura já demonstra revés diante a problemática do trânsito que somente se agiganta. O que fazer para melhorar o problema? Ofuscar a estrutura de Lúcio Costa que ganhou inclusive título de Patrimônio Cultural em 1987 concedido pela UNESCO representa a melhor saída? Conheça o plano piloto de Brasília.

Um pouco de história!

Em 1957, ocorreu o edital do concurso que reuniu 26 projetos no júri de gabarito internacional, proporcionando disputa acirrada. Conteúdo normativo exigia caráter de grandeza para explicitar a vontade de crescer deste país que emergia em aspectos econômico para hoje se tornar a sexta maior potência da economia no planeta.

Lúcio Costa venceu o concurso, principalmente devido à concepção humana na qual o homem poderia estar em harmonia com a vegetação que existe na região.

Estrutura do plano piloto!

Imagine a figura de uma cruz! Agora caracterize este símbolo com a presença do município. Da parte inferior até a superior podem ser encontrados quatro tipos de escalas: Residencial, monumental, gregária e bucólica.

Nos eixos da direita e esquerda estão as escalas residenciais. Esta inovação apesar de revolucionária pode ser considerada simples e marcou de forma vitalíssima a história do urbanismo contemporâneo não somente no Brasil como no planeta todo. Possui sistema único viário cercado também por monumentos.

Somente na área central estão situados os edifícios maiores com caráter aglomerado. Restante traz extensas áreas livres que ampliam o visual da paisagem horizontalizada. Lembrança da cruz no plano geral não está presente apenas pela organização, mas sim porque simboliza a conquista.

Residencial: Presente em toda extensão da rodovia. Superquadras longas com ruas delimitadas por letras e números. Casas e grandes apartamentos cercados por extensas áreas verdes.  Praças, escolas, hospitais e comércios vivem em comunidade nas faixas residenciais.

Monumental: Local onde ocorrem decisões políticas que afetam a administração do país. Existem alguns monumentos, além da famosa arquitetura de Niemeyer apontada por alguns especialistas como a melhor de todas que já foram construídas pelo famoso arquiteto brasileiro.

Gregária: Setor reservado aos escritórios, bancos, centro de diversões e infraestrutura turística.

Bucólica: Extensas áreas verdes que abrigam parques, arborização e canteiros ornamentais. Representa a cara da cidade-parque.

Leia mais

Visitas aos prédios públicos de Brasília garantem aos visitantes uma verdadeira aula de civilidade e cidadania!

Foto: designkultur.wordpress.com

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *