Canal do Panamá: uma obra da engenharia

Panama é dividido ao meio pelo Canal do Panamá

Panamá, um pequeno país na América Central banhado pelas águas do Caribe, é um dos principais destinos da região. Ele atrai turistas que desejam aproveitar suas belas praias, como as da cidade de Portobello e as de Isla Grande, ambas situadas na costa caribenha. Mas esse não é o único motivo que chama a atenção. O país está em um local um tanto privilegiado, pois está entre a América do Norte e Sul e principalmente pela capital, a cidade do Panamá, ter o canal mais famoso do mundo que liga o Oceano Pacífico ao Atlântico.

O canal é considerado uma das maravilhas da engenharia que ficou para a História. Sua complexidade impressiona por ter um mecanismo que funciona perfeitamente em 79,6 km de sua extensão e em 26 metros acima do nível do mar. Não é a toa que esse projetou levou 10 anos e precisou da mão de obra de 75 mil trabalhadores para ser concluído, além de um custo de US$ 387 milhões.

Para visitar o canal se deve ir às eclusas. É através delas que se pode ver as etapas que os navios passam para subir e descer, fazendo então a travessia. Há três eclusas: o Gatún, Pedro Miguel e Miraflores. Mas é na eclusa de Miraflores, onde há uma área reservada para os visitantes, que  os turistas podem ver  os navios em operação.

Para quem vai à cidade do Panamá não se deve perder essa oportunidade de conhecer o canal. Mas a capital também oferece outros atrativos, como a Catedral Nossa Senhora da Assunção e o Teatro Nacional, lugares históricos da região. É uma cidade bem diversificada que combina a arquitetura histórica espanhola com os edifícios modernos. E para quem gosta de diversão, os cassinos dos hotéis normalmente ficam abertos 24 horas.

Como ir:

Há várias companhias que realizam voos para o Panamá, como a Copa Airlines, Gol e TAM. O site Decolar disponibiliza os voos de todas as companhias.

Quando viajar:

Como o país está perto da linha do Equador, a temperatura não varia muito. Mas durante o verão (de dezembro a março), não chove muito e dá para aproveitar os passeios.

Onde ficar:

Hilton Garden Inn

É uma das ótimas opções de acomodação para quem está na cidade, pois fica perto do aeroporto e da praia.

Visto:

Para quem fica até 90 dias não precisa de visto, basta apresentar o passaporte. É necessário tomar a vacina contra a febre amarela e apresentar o Certificado Internacional da Vacina que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque.

Foto: dsasso no Flickr

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *