Da janela vê-se o Corcovado, o Redentor que lindo…

Estátua do Cristo Redentor

“Da janela vê-se o Corcovado, o Redentor que lindo”. Quando Tom Jobim compôs a música corcovado ele não estava exagerando em nenhuma estrofe. A calmaria para pensar cria o tempo para sonhar diante uma das visões mais belas do mundo. O lugar para reascender a velha chama e finalmente encontrar a divina felicidade. Além de toda beleza do grande e onipresente morro, olhar para o Pão-de-Açúcar estando aos pés do Cristo Redentor é um sentimento extremamente magnífico, único. Deslumbre uma das visões mais panorâmicas do mundo no topo do Corcovado, Parque Nacional da Tijuca, Rio de Janeiro.

O Corcovado está localizado na região norte da cidade. Normalmente os roteiros turísticos cariocas sempre oferecem o passeio. Os ônibus turísticos fazem o trajeto até a região do Cosme Velho, onde está localizada a Estação do Corcovado. Logo na entrada é possível notar a diversidade mundial de visitantes encontrados em baixo das diversas bandeiras que representam a grande totalidade dos países do mundo. Normalmente os turistas sobem o morro por mais de 750m utilizando o famoso trenzinho do Corcovado, viajem agradabilíssima.

A subida da menor ferrovia do mundo dura cerca de vinte minutos. Adentrar através de uma maravilhosa parte da Mata Atlântica utilizando bonde é uma experiência que certamente causa sentimentos nostálgicos. São diversos tipos de árvores que cobrem o caminho da mata fechada. A visita é aconselhável em dias ensolarados, algo muito fácil de acontecer se tratando da cidade maravilhosa. De fato, é praticamente impossível encontrar alguém que não esteja a sorrindo dentro dos vagões.

Chegando à cima, as pessoas possuem duas formas para chegar ao topo do Corcovado. A mais disputada é o acesso por elevadores ultramodernos (18 segundos) com guias que estão completamente capacitados para tirar às dúvidas dos usuários. Por este acesso é necessário também pegar uma escada rolante. Outra opção é através da enorme escadaria de pedra com seus 220 degraus. Para quem está indo pela primeira vez o aconselhável é utilizar o elevador que está estruturado para fornecer um olhar bem amplo do ambiente durante a subida.

Enfim, no topo está o Cristo Redentor, sétima maravilha do mundo segundo voto popular organizado pela ONU, maior símbolo do Rio de Janeiro e do Brasil. Estar aos pés do monumento de 38m de altura (contabilizando o pedestal de 8m) e desfrutar uma das visões mais panorâmicas e belas do planeta, uma atividade memorável para alma. Paz de espírito no coração. Ele foi inaugurado em 12 de outubro de 1931, mesmo dia de Nossa Senhora da Aparecida, padroeira da pátria. Pesa mais de uma tonelada, 28 metros de braço a braço.

O Corcovado está à 709m do nível do mar. De cima dele podem ser notados: o Morro Pão-de-Açúcar, Praia de Copacabana, Ipanema, Lagoa, Leblon, Hipódromo Municipal, Aterro do Flamengo, Maracanã, entre outras grandes belezas naturais ou artificias. Este passeio é um dos mais antigos do Brasil. A ferrovia foi construída por Don Pedro II e funcionou a vapor até o ano de 1912, quando sofreu reformas para que funcionasse à base de eletricidade. São dois vagões onde cabem 115 pessoas em cada, todos sentados e bem acomodados. O valor do ingresso para visitar o Redentor de trenzinho é de 36 reais, estudantes e maiores de 60 anos pagam metade do preço.

Foto: mariana_pereira no Flickr

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

2 pensamentos em “Da janela vê-se o Corcovado, o Redentor que lindo…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *