Dicas de segurança para trilhas

Fazer trilhas com segurança
Fazer trilhas com segurança
Fazer trilhas no Brasil é sempre uma atividade prazerosa, seja pela alta diversidade de níveis que demandam condicionamento físico excelente, ou em consequência das visões paradisíacas que trazem ampla variedade de cacheiras e cavernas que tornam o ambiente com aquele toque de autêntico espírito de aventura. No entanto, é necessário levar alguns cuidados em consideração antes de entrar floresta adentro. Conheça dicas de segurança para fazer trilhas.

Como andar na trilha com segurança?

Existem trilhas nas quais é proibida a presença de motos. Isso porque os habitats podem ficar afetados com o barulho dos motores. Os solos também podem ficar prejudicados de maneira considerável. Caso seja possível é necessário fazer o tráfego com alguém na garupa, se lembre de que as estradas estão cada vez mais perigosas em qualquer região do país. Interessante ainda andar com grandes grupos, mas escolha um pessoal disposto a fazer a trilha e não em bagunçar.

São necessários guias para fazer trilha com segurança?

Sim, principalmente nos locais que foram explorados poucas vezes pelos aventureiros. Especialistas atestam que apenas após longos anos fazendo o mesmo trajeto é possível se aventurar sozinho. Isso acontece não apenas pelo alto risco de ficar perdido, como também pelos animais presentes no local, que podem ser perigosos com contato humano despreparado. No norte do país existem tribos de indígenas que nunca estiveram em contato direto com a vida metropolitana, são exemplos de locais que demandam guias.

Responsabilidade pela Segurança

Não é necessário se arriscar sem necessidade. Salvar pessoas dentro da mata é custoso em dinheiro e na natureza que fica abalada com a presença de helicópteros e outros tipos de aportes ao resgate. Dependendo da situação podem ser levados alguns dias concentrando força de bombeiros e policiais que poderiam resolver outros problemas.

Necessário fazer o cálculo do tempo gasto para completar o roteiro, que por sua vez também não pode ser modificado. Interessante ainda levar celulares carregados, de preferência com operadoras diferentes. Em caso de imprevistos se faz necessário não ter pressa. Se lembre de que este é um passeio e os apreçados correm riscos de contusões durante o trajeto.

Informe para a administração da zona da trilha todos os números informativos requisitados, desde número de participantes até o nível de experiência. Informações que são consideradas úteis nos casos de resgate.

Rompe a barreira de inimizades com policiais, podem ser úteis para informar as condições da estrada e proteger os motociclistas nas idas e vindas da trilha. Por fim, não consuma nenhum produto da floresta desconhecido e utilize equipamento indicado conforme cada situação.

Leia mais

Foto: aquabikeaventuras.blogspot.com

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *