Dicas para evitar e amenizar os efeitos do jet lag

Dores no corpo e fadiga por o Jet Lag
Dores no corpo e fadiga por o Jet Lag

Viagem de longas horas é desconfortável para qualquer passageiro, ainda mais para quem está constantemente em ponte aérea. Dores no corpo e fadiga para quem passou por longo e voo são comuns. Esse é o famoso jet lag. Confira algumas dicas de como amenizar os efeitos.

Sentir esse desconforto é normal para quem passa muito tempo no avião, justamente pela mudança do fuso-horário. O relógio biológico do corpo não aguenta essas alterações na hora de dormir e nas refeições. Sonolência, insônia, náusea e dor de cabeça são também outros sintomas. O grau de cada efeito varia em cada pessoa, pois em algumas o fuso horário de três já é o suficiente para causar algum mal estar. Já outras só sentem os efeitos em uma mudança de horário maior.

Mas as piores situações são para quem faz viagens para outro continente, como Brasil para a África ou Ásia. A diferença de hora é bem maior e acostumar-se com o horário local leva mais tempo para o corpo se reabilitar. Nesses casos os efeitos do jet lag são mais fortes.

Algumas medidas valem a pena para amenizar o mal estar. Se for uma viagem bem rápida de três dias, por exemplo, manter os mesmo horários ou pelo menos os horários parecido de comer e dormir ajudam o corpo a não sofrer como jet lag. Não mudando muito a hora dos hábitos, ajuda a se acostumar facilmente quando voltar ao país. O relógio biológico não seria sofrido drásticas mudanças de horário, ainda mais em um curto período de tempo.

Para quem for ficar mais tempo e para um lugar que tenha uma grande diferença no fuso-horário, o ideal é ir mudando os hábitos aos poucos e já no país de origem antes de viajar. Se for para algum lugar que o horário seja adiantado, tentar dormir mais cedo ajuda a já se habituar com o horário do outro país.

Optar por comidas leves já dentro do avião é um aliado para evitar dores de estômago e outro mal estar, além de ajudar no próprio sono. Em casos extremos, como a insônia, o uso de remédios sob prescrição médica, é uma solução. Mas o ideal é não usá-los ainda no voo, principalmente em longas viagens, pois pode causar trombose venosa, devido a falta de movimentação dentro do avião. Outra dica e bem simples é fazer exercícios ao livre. Uma caminhada ajuda a amenizar os sintomas.

O palestrante canadense Brian Tracy deu algumas dicas no Youtube de como evitar ou aliviar os sintomas citados. Vale a pena conferir.

Saiba mais dicas no Viagem Hoje!

Foto: 

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *