Embu das Artes, um celeiro de criatividade

Embu das artes, uma cidade muito criativa

A Região Metropolitana de São Paulo reserva atrações de todos os tipos. Um dos lugares mais interessantes dessa selva de pedra é a cidade de Embu das Artes, localizada a 30 quilômetros do centro da capital paulista. O local atrai mais de 20 mil pessoas por fim de semana. Fazendo jus ao nome, o município é reduto de poetas, músicos, escultores, pintores e dançarinos. No centro histórico de Embu concentram-se as principais atrações, além de ser a principal vitrine para estátuas, versos, literatura geral, músicas e quadros. A dica é levar uma quantidade mínima de dinheiro para levar para casa uma lembrancinha das inúmeras barracas de artesanato. Esta simpática cidade de aproximadamente 260 mil habitantes ganhou sua vocação para as artes no século 16, com os jesuítas que catequizavam os índios e esculpiam imagens católicas para o acervo das sacristias locais.

A cena artística de Embu já é bastante tradicional. No início do século passado, a cidade atraía artistas renomados da época, como Cássio MzBoy, amigo de importantes nomes do modernismo brasileiro dos anos 20, como Tarsila do Amaral e Anita Malfatti. Com o passar do tempo, o movimento se sofisticou e eventos tradicionais, como o Salão de Artes Plásticas de Embu, surgiram na cidade. Não deixe de conhecer o Conjunto Jesuítico, construído no começo do século 18 para abrigar a ordem religiosa. Atualmente, os visitantes podem conhecer o Museu de Arte Sacra, situado no complexo. Nas proximidades do Conjunto Jesuítico, está uma das principais feiras de artesanatos do país, com mais de 500 expositores, além de ateliês e museus situados em construções antigas do centro histórico. O local é perfeito para comprar pinturas, roupas, porcelanas, plantas, flores, móveis rústicos etc. A Feira de Artes e Artesanato foi criada em 1969 e hoje é símbolo da cidade.

A arte indígena também é forte em Embu das Artes. No Museu do Índio, as pessoas podem conhecer um grande acervo de objetos usados em tribos de todo o Brasil. O local é aberto de terça a domingo, das 10h às 18h. Já no Memorial Sakai, as belas esculturas em terracota, produzidas pelo artista japonês Tadakio Sakai, encantam os turistas. Outros lugares interessantes para serem visitados é o Parque do Lago Francisco Rizzo e o Parque Ecológico Cidade das Abelhas, onde é possível conhecer a arte da apicultura.

Para chegar à cidade de carro, o melhor caminho é pela rodovia Régis Bittencourt (BR-116), sentido Curitiba, no km 279. Esta estrada pode ser acessada pelo trecho oeste do Rodoanel ou pela Marginal Pinheiros. Alguns ônibus com destino ao centro de Embu também saem de alguns lugares da capital, como o Largo das Batatas e na estação do metrô Campo Limpo, da linha lilás.

Foto Embu das Artes: apoiopontual.com.br

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

1 pensamento em “Embu das Artes, um celeiro de criatividade”

  1. Quais são os museus existentes em casarões antigos? Se escreve mesmo mzBoy? são 500 ou 600 expositores? e o autor da foto? no mais tudo muito bem colorido,boas informações..parabéns! duas pessoas sem fotos? destoa do conjunto…poliana,marisol…posso receber via e-mail qdo vçs tiverem novas postagens? boa sorte!
    bons trabalhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *