Estudo de Demanda do Turista com Deficiência

Estudo da UNESCO do perfil do deficiente físico turista
Estudo da UNESCO do perfil do deficiente físico turista

O prazo para inscrever informações no Estudo de Demanda do Turista com Deficiência encerra no dia 10/11 de acordo com nota divulgada no site oficial da UNESCO. Ministério do Turismo e SDH (Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República) são dois órgãos responsáveis por viabilizar o projeto no Brasil. Não existe nenhuma obrigação legal para o preenchimento. Porém, esta representa uma das poucas formas de melhorar o cenário da atualidade que está longe de ser considerado ideal.

MTUR e SDH dizem que desejam estimular o turismo brasileiro com ações conjuntas à melhora do acesso turístico em níveis qualitativos e quantitativos. Governo ambiciona coletar dados para traçar o perfil do deficiente-físico turista.

Objetivo: Estudo de demanda do turista com deficiência

A principal incumbência do estudo está na identificação das características e comportamento de consumo do respectivo público. O Estudo de Demanda do Turista com Deficiência vai permite com que sejam conhecidas as opiniões dos turistas deficientes quanto às instalações hoteleiras. Atendimentos nos destinos turísticos também são levados em consideração na pesquisa que acontece simultaneamente em outras nações do mundo. Na prática se faz necessário comentar todas as barreiras impostas à realização de viagens nacionais ou internacionais.

Necessidade de consciência dos gestores

MTUR e SDH também ambicionam publicar as informações nas cadeias produtivas no intuito de convencer os gestores públicos e privados sobre a importância de tornar acessível à infraestrutura turística aos visitantes, oferecendo serviços adequados também aos turistas que possuem algum tipo de deficiência física.

Este representa ponto que a Comissão da FIFA exige ao Brasil para a realização da Copa do Mundo de 2014. Hotéis ou pousadas sem acesso aos deficientes são riscadas das listas de indicações distribuídas pelos governantes aos turistas internacionais que desembarcam nos aeroportos nacionais.

O projeto ambiciona contribuir com os pontos estipulados na Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência – incumbida em aumentar a participação do público nas atividades recreativas, esportivas e culturais dentro do país. O Ministério do Turismo tem outros objetivos além dos estipulados na Convenção: Aumento da acessibilidade urbana e atividades de sensibilização e disseminação informativas sobre a temática.

Plano Turismo Social do Ministério do Turismo

O Plano Turismo Social representa exemplo das atuações do MTUR para melhorar as condições dos deficientes-físicos e demais grupos no quadro de vulnerabilidade ou exclusão social.

Maiores informações ou reclamações devem ser encaminhadas à Assessoria de Comunicação via e-mail (imprensa@turismo.gov.br) ou telefone: (61) 2023 7055.

Foto: guillermogutierrez.blogspot.com

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *