O Centro histórico de Salvador

O Centro histórico de Salvador é Patrimônio da Humanidade

Salvador foi a primeira capital do Brasil, assim como o primeiro porto de escravos vindos da África. Marcante por suas ladeiras e construções do século XVII a IXI é uma das cidades mais visitadas por turistas do Brasil e de todo o mundo. Em especial o Centro Histórico de Salvador guarda além da riqueza arquitetônica o palco da expressão da rica e vibrante cultura baiana, com marcas características não encontradas em nenhum outro lugar do Brasil ou do mundo.

Todo o turista que quer conhecer mais sobre a história do Brasil não pode deixar de visitar o Centro Histórico de Salvador. A cidade, devido ao número de turistas que recebe todos os anos, possui uma infraestrutura que permite bem atender a todos. A violência ainda é presente na capital baiana, mas não mais do que nas grandes cidades brasileiras, tomando certos cuidados não há o que temer, especialmente nos pontos turísticos onde a segurança é redobrada.

O Centro Histórico de Salvador é composto pelas áreas que incluem os bairros do Pelourinho, da Sé e do Pilar. Por se tratar de um patrimônio da humanidade tombado pela UNESCO em 1985, desde então seus prédios históricos vem sendo preservados e restaurados, garantindo a localidade status de principal ponto turístico da cidade. Se você pretende conhecer Salvador e seu Centro Histórico não deixe de passar por alguns pontos, como:

Museu Afro-brasileiro: vinculado à Universidade Federal da Bahia é um centro de estudo, preservação e divulgação da cultura afro-brasileira, especialmente baiana, em seu acervo possui itens ligados à temas religiosos e de arte com influência africana

Memorial de Medicina brasileira: no local é possível encontrar desde livros raros até teses e artigos científicos sobre medicina de renomados cientistas da área

Catedral Basílica: um dos pontos mais visitados em Salvador, guarda bonita arquitetura barroca

Igreja e convento São Francisco: obra indicada a uma das 7 maravilhas do Brasil

Casa Ruy Barbosa: museu sobre vida e obra do jurista

Palácio do Arcebispado: exemplo da arquitetura do período colonial do Brasil

Plano inclinado Gonçalves: espécie de bonde que liga o bairro do Comércio ao Pelourinho

Elevador Lacerda: cartão postal da cidade, parada obrigatória mesmo para os turistas menos interessados em história e arquitetura

Câmara Municipal: prédio com características originais do período colonial

Solar Ferrão: prédio em que está localizado o Museu de Arte Sacra Abelardo Rodrigues

Seja para curtir o carnaval, ou não, Salvador é um destino que tem muito a oferecer em arte, cultura e alegria marcante do povo baiano.

Foto Centro histórico Salvador: fernando_dallacqua no Flickr

Autor: Thayse Aragão

Bacharel em ciências sociais (Unicamp).Bacharel em ciência política (Unicamp).Licenciada em ciências sociais (Unicamp).Mestranda (Unicamp).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *