O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos

Santuário do Bom Jesus de Matosinhos

Não é novidade as preciosidades encontradas no interior de Minas Gerais, nas cidades históricas como Ouro Preto. Em Congonhas não é diferente, a beleza da arte barroca enche os olhos de qualquer turista, com seu exagero em detalhes e expressividade. É nesse cenário, repleto de Igrejas e construções belíssimas que surge uma verdadeira obra de arte: O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos.

O Santuário é parada obrigatória para qualquer turista que conhece a região, isso pois o local não guarda só importância religiosa, mas também é a possibilidade de estar mais perto das obras do renomado artista mineiro Aleijadinho. Todo o encanto começa já de cara com os 12 profetas dispostos ao redor da basílica, todos são feitos em tamanho natural, esculpidos em pedra sabão. O que mais encanta nas obras é a riqueza em detalhes que tornam os profetas de uma realidade única poucas vezes vista.

Porém essas não são as únicas obras de arte que envolvem a região. Além da basílica o Santuário ainda conta com seis capelas. As capelas que fazem parte do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos também guardam sua beleza, pois é lá que se encontram as cenas da paixão de Cristo. As obras que representam a via crucis também são de autoria de Aleijadinho com outros artistas mineiros, porém são peças esculpidas em cedro. As cenas de Cristo, também em tamanho real apresentam beleza ao público que as contempla encantado com a expressão de cada obra, são verdadeiras obras prima que capturam em cada cena representada as emoções do Cristo.

Como toda grande obra de arte possui histórias que permeiam a inspiração do artista com os profetas de Aleijadinho não é diferente. Uma das teorias que atrai muitos turistas que visitam o Santuário é que o escultor teria se inspirado nos Inconfidentes Mineiros ao esculpir os profetas, tais marcas da inspiração estariam presentes nos semblantes tristes e em alguns gestos e posições que as estátuas se encontram, não se sabe se a teoria é verdadeira, já que a inspiração de um artista poucas vezes é revelada.

O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, por esse e por outros motivos já citados, sejam eles de ordem artística, por curiosidade ou religiosidade é destino obrigatório para os turistas das cidades históricas mineiras. O reconhecimento do local é tão grande que é tombado pelo IPHAN como patrimônio histórico nacional e pela UNESCO como patrimônio mundial. Se você ainda não conhece, não deixe de colocar no próximo roteiro de viagem a Minas Gerais essa parada.

Leia mais:
Conheça os Patrimônios Culturais da Humanidade brasileiros

Foto Santuário do Bom Jesus de Matosinhos: odiariodeumseminarista.blogspot.com

Autor: Thayse Aragão

Bacharel em ciências sociais (Unicamp).Bacharel em ciência política (Unicamp).Licenciada em ciências sociais (Unicamp).Mestranda (Unicamp).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *