Obras do Maracanã em atraso

Estádio do Maracanã

O governo ambiciona realizar a final da Copa do Mundo no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, mesmo Estado onde existe a sede principal da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Maracanã possui mais de 60 anos, o local já foi palco de diversas atrações com repercussão mundial, fora o seu valor histórico para o futebol carioca e brasileiro.  Atualmente ele está fechado por estar sendo reformado. O triste é que toda hora o tempo e os gastos das obras aumentam. A falta de planejamento e a suspeita de corrupção são grandes suspeitas sobre o atraso das reformas no Maracanã.

A Guanabara está triste, os cariocas estão habituados a curtir futebol no local. A população esta assídua para que a reforma acabe logo. O projeto inicial dizia que a reforma estaria pronta até dezembro de 2012, porém, um problema foi detectado no teto da imensa construção que vai adiar a obra para mais seis meses a acarretara custo adicional de 200 milhões de reais, segundo estudo técnico especializado realizado pela empresa responsável pela obra.

Tal documento foi encaminhado para Secretária de Obras do Estado. Caso a Controladoria Geral Unificada responsável pela fiscalização conceder o deferimento, o BNDS anunciou que vai injetar até 400 milhões para resolver este e outros problemas. Contudo, a Polícia Federal investiga a veracidade do processo de licitação pública da empresa envolvida. A própria Secretária de Normas já se movimenta para aplicar um estudo que assegura cientificamente o estado da estrutura. Conforme o tempo passa, mais surgem problemas e burocracias que tronam a obra mais lenta e custosa.

O episódio evidencia o que muitos críticos já apontavam no momento em que Brasil foi escolhido como sede da Copa do Mundo. O mau planejamento dos campos de futebol e outras construções acabariam virando uma futura desculpa para injeção de mais verba, sendo que esta pode ser facilmente desviada pelos nossos políticos corruptos.

Aparentemente o ultimo Pan-americano não serviu como experiência nenhuma. Os custos iniciais do Maracanã estavam estipulados para pouco mais de um bilhão de reais onde já foram gastos aproximados 800 milhões antes mesmo dos problemas de teto e cobertura serem detectados.

Juntando os problemas da reforma do Maracanã junto com a estrutura dos transportes públicos, a falta de segurança no caminho para o Estádio cercado por favelas ainda não apaziguadas e as vagas em hotéis que somem diariamente, esta Copa do Mundo tem tudo para ser abarrotada de turistas cheios de reclamações diante a infraestrutura turística do Rio de Janeiro.

Foto: jfjwak no Flickr

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *