Um banho terapêutico no Mar Morto

Atardecer no Mar Morto

Apesar do nome hostil, o Mar Morto é um dos lugares mais interessantes para se visitar em todo o mundo. Localizado entre Israel, Jordânia e Cisjordânia, no Oriente Médio, numa região de clima seco e desértico, este oásis de cor azul clara contornado por uma borda branca atrai milhares de turistas todos os anos. O grande atrativo do Mar Morto está na enorme quantidade de sal presente em suas águas. A salinidade do mar é de 33%, índice dez vezes maior do que todos os oceanos, o que inviabiliza qualquer tipo de vida no local. É do sal que vem a coloração branca nas bordas, que é formada por bolinhas de sal cristalizado.

Além do Mar Morto, existem outras atrações interessantes nos arredores, como passeios monitorados em camelos, jipes e bicicletas. Do lado israelense, é possível visitar a Reserva Natural Ein Gedi e as ruínas da fortaleza Massada, onde havia o palácio do Rei Herodes. Outro lugar descrito na Bíblia é o Monte Nebo, de onde Moisés teria avistado a terra prometida, já no lado jordaniano do Mar Morto. Opção de hospedagem na região é o que não falta para os turistas. São vários estabelecimentos, que vão desde albergues para mochileiros até hotéis de luxo, para atender a todos os gostos e bolsos.

A paisagem ao redor do Mar Morto também é de tirar o fôlego, com as montanhas amareladas próximas à região de Ein Gedi. Já o mar propriamente dito possui 21 tipos de minerais, que fazem com que suas águas sejam consideradas terapêuticas. Esse, aliás, é um dos principais motivos que leva tanta gente para a região. Potássio, bromo, magnésio, zinco, cloro, enxofre, cálcio, dentre outros. No fundo do leito, há uma gigantesca quantidade de lama negra, utilizada em tratamentos estéticos e dermatológicos. Ao mergulhar no Mar Morto, o turista pode curar ferimentos de pele, já que as águas têm propriedades cicatrizantes. É possível também aliviar doenças reumáticas e psoríase, além de aproveitar as propriedades antissépticas e antiinflamatórias. Definitivamente, quem mergulha nessas águas pode se considerar como se estivesse num verdadeiro Spa. Não há quem não goste de se banhar no Mar Morto.

Vale lembrar que não é necessário estar com problemas de saúde ou em busca de um tratamento estético para curtir um banho no Mar Morto. A alta concentração de sais aumenta a densidade da água, fazendo com as pessoas bóiem naturalmente. Dá para passar um tempo boiando no mar, relaxar e ficar totalmente Zen, embora a recomendação máxima de tempo para que uma pessoa fique na água é de no máximo uma hora. A partir daí, o sal pode incomodar as pessoas. Outra dica importante que merece ser lembrada é para que as pessoas não mergulhem em hipótese alguma nas águas do mar morto. A ardência causada pelo contato com a água extremamente salgada com os olhos é insuportável e pode até mesmo prejudicar a visão. 

Foto Mar Morto: maymonides no Flickr

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *