Um tour com ex-moradores de rua em Londres

Tours guiados pela cidade de Londres
Tours guiados pela cidade de Londres
Um novo percurso de turismo surgiu em Londres, principalmente com o boom das olimpíadas na cidade. Ex-moradores de ruas estão fazendo tours guiados pela capital inglesa em ruas pouco conhecidas, além das áreas mais pobres da cidade.

A ideia surgiu do projeto social local Sock Mob Events, criado em 2010,  que tinha como objetivo colocar os visitantes em contato com as pessoas mais pobres. A partir disso surgiu a ideia de transformar em turismo. A idealizadora do projeto Faye Shields defende a ideia.  “Quem conhece melhor as ruas do que quem vive nelas?” Além disso, Faye ressalta a importância do projeto como ocupação para ex-moradores de rua. “É muito difícil encontrar trabalho quando você está nas ruas. Trabalhar como guia faz muito bem para a autoconfiança”, disse.

Hazel foi uma das moradoras de rua que entrou no projeto. Após a moret do marido em 2005, ela foi à Londres em busca de uma vida melhor. A inglesa teve dificuldade para achar moradia, além de não ter conhecidos na cidade. Ela viveu pelos becos da cidade até conseguir o emprego de guia turística pelo projeto Sock Mob Events. Com o dinheiro que ela ganha, ela conseguiu um lugar para viver e hoje continua trabalhando como guia contando a história de sua vida pelas ruas de Londres.

Com as olimpíadas a frequência de turistas na cidade aumentou. Com isso, o projeto acrescentou mais um percurso no roteiro: o bairro de Brixton. Antigamente ele era considerado um dos mais perigosos da cidade e com o tempo ganhou um ar mais boêmio ao receber mais bares e restaurantes ao longo dos anos, além da vinda de imigrantes de vários países. Atualmente, Brixton é refência no hip hop e muitas pessoas vão em busca de um cenário mais artístico e multicultural, bem presente na região.

O tour

O tour é guiado por um ex-morador de rua pelos lugares mais interessantes, embora pouco conhecidos, compartilhando suas experiências e vivências nos pontos relatados. O tour passa por lugares mais pobres, mas não considerados perigosos. Hazel garante que a segurança não fica comprometida, além do mais ela os leva próximos aos lugares onde os sem-teto dorme e não propriamente dentro desses locais. “Nós queremos apenas dar uma ideia de como é a experiência de dormir na rua.”

Quando acontece:

Toda sextas-feira às 19h e aos sábados e aos domingos às 15h. O tour custa 10 libras (cerca de R$ 30).

Foto: meliterra no flickr

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *