Viena, a capital mundial da música erudita

Orquestra Filarmônica de Viena

Trata-se de uma aglomeração urbana de cerca de 2,3 milhões de habitantes, que souberam muito bem preservar as tradições seculares da Áustria ao longo do tempo. Viena, a capital do país, é um lugar onde é possível encontrar igrejas góticas, palácios imperiais e edifícios históricos da Era Medieval, dividindo a paisagem com a modernidade da arquitetura de aço e vidro espelhado. Banhada pelas águas do Rio Danúbio, Viena está localizada no nordeste da Áustria, circundada pelo estado vizinho da Baixa Áustria (Niederösterreich). Viena é uma das cidades do mundo com melhor qualidade de vida, sendo um ótimo lugar se viver. As ruas elegantes são limpas e seguras, repletas de jardins muito bem cuidados.

Bem estruturada, a cidade conta com ciclovias, zonas de esportes aquáticos e grandes parques arborizados. O transporte público é bastante eficiente. Os bilhetes simples valem para ônibus, metrô (U-Bahn) e trens regionais (S-Bahn). Todos passam com freqüência e o tempo de espera oscila entre 5 e 10 minutos.

Viena respira cultura. Cidade natal de diversos compositores importantes, escritores e artistas em geral, como Strauss e Franz Schubert, a cidade é a capital da música erudita. A partir do século 17, a capital austríaca foi praticamente o único lugar de referência para músicos de toda a Europa. Essa situação, que perdurou por mais de 200 anos, criou uma identidade musical muito marcante na cidade, que prevalece até os dias de hoje. Por isso, a dica é visitar os lugares que guardam essa história, como o Theater an der Wien, construído em 1801, que foi palco de estréia de muitas obras de Bethoven. O compositor, aliás, chegou até a morar no teatro temporariamente. Aliás, a grande oferta de concertos de música clássica, peças teatrais e óperas é o principal atrativo dessa metrópole. Viena também possui uma vida noturna agradável, com bares, restaurantes e casas noturnas para vários gostos.

A dica é visitar também outros pontos turísticos, como o Theater in der Josefstadt, o Philharmoniker strasse, o Volkstheather, o Burgheather e o imponente Hotel Sacher. Mas, o principal cartão postal de Viena é, sem dúvida, a Catedral de Santo Estevão, na região central. Os detalhes dessa construção gótica, que sobreviveu aos bombardeios da Segunda Guerra Mundial, impressionam qualquer pessoa. Os desenhos coloridos do telhado, as torres e o sino de mais de 21 toneladas chamam a atenção de visitantes e moradores.

Dizem que em lugares de clima frio as pessoas são menos simpáticas. Mas, no caso de Viena, as baixas temperaturas não interferem na hospitalidade das pessoas. O povo vienense é simpático e agradável, sendo possível também se comunicar com as pessoas em inglês, embora seja recomendável aprender algumas palavras em alemão para se adaptar melhor aos costumes locais.

Foto: travellingtamas no Flickr

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *