Forks, a Cidade da Saga Crepúsculo

Kristen Stewart e Robert Pattinson em Forks

“A cidade mais úmida e nublada dos Estados Unidos”. É assim que Forks, uma pequena cidade localizada na Península Olympic, próxima a cidade de Seattle, ficou mundialmente conhecida. Claro que, o sucesso da história de amor, cheia de aventuras e desencontros entre um vampiro e uma mortal, contribuiu para que a cidade se tornasse foco de curiosos e fãs da Saga Crepúsculo.

Numa área de 3.218,69 km e com uma população de 3,120 pessoas, Forks é margeada ao norte e a oeste por mais de 160 km de praias e a sul e leste, por campinas e vales de florestas chuvosas. Sua principal atividade era o ramo madeireiro, mas, atualmente a economia local foi impulsionada por milhares de fãs do triângulo amoroso protagonizado por Kristen Stewart, Robert Pattinson e Taylor Lautner.

O impacto da história sobre a cidade foi tão grande, que os moradores renderam-se e buscaram fazer o cenário das histórias, ser o mais real possível para os fãs. As casas onde foram rodadas algumas cenas dos filmes, foram mantidas com o mesmo aspecto e fãs podem tirar fotos e até se hospedar.

A cidade toda foi, de certa forma, caracterizada com vários aspectos do filme. Como uma réplica em tamanho real da Picape de Bella Swam, estacionada no centro da cidade. A delegacia, onde o pai da personagem trabalha como chefe de polícia. O real chefe de polícia, acabou por usar o nome do personagem para a alegria dos fãs.

Um dos únicos locais que não estão abertos para visitação é a escola Forks High School, que é uma escola de verdade. Mas o documentário Twilight in Forks – A Cidade da Saga Crepúsculo”, mostrou a escola por dentro, e revelou que pelos corredores, existem diversos cartazes escritos “Bella para rainha do baile”. Mesmo assim, os fãs podem tirar fotos e em um prédio separado, comprar camisetas, moletons e souveniers da escola.

A loja fica ao lado da Forks Outfitters, local  que, no livro, Bella trabalha. Uma curiosidade sobre esse local é que o gerente da loja, as vezes, chama pela personagem no Auto-falante, causando mais frenesi aos fãs visitantes. A loja, como vários outros locais, possui souvenirs relacionados ao filme, para deleite dos admiradores da Saga.

Forks é a cidade da Saga Crepúsculo

A cidade de Forks, preparou até mesmo um tour, passando por todos os principais pontos turísticos relatados no filme e a Prefeitura, contem um mapa, onde os visitantes marcam suas cidades e países natais. Pelo documentário, deu para perceber, o fenômeno que a saga se tornou e quantas pessoas vieram desde então visitar a cidade.

Um local importante, tanto quanto a Forks, na história, é a Praia de La Push, lugar onde vivem o Lobisomem Jacob e seu clã.  Situada a 14 km de Forks, a praia, como relatada no livro, é habitada pela tribo Quileute, com uma população de aproximadamente 750 pessoas, a tribo é nativa dos Estados Unidos e é constituída por um conselho tribal e como é dito na saga a lenda é que a tribo seja mesmo descendente dos lobos.

O interessante nos livros, é o retrato real que a autora Stephanie Meyer faz da cidade, com as casas, restaurantes, escola, lugares, praias e lojas de Forks. Esse é o grande sucesso que faz com que vários fãs visitem a cidade e comprem milhares de lembranças relacionadas ao romance. Por falar em lembranças, cada ponto turístico dispõe de camisetas, livros, marca-páginas, fotos, lápis, canetas, bonés além de diversas placas colocadas pelos próprios moradores, como a vaga especial para o Sr. Cullen no hospital da cidade.

Forks já foi uma cidade normal e pacata, mas sofreu com a economia local. Os livros de Stephanie Meyer, ajudaram de forma categórica a impulsionar a economia e o turismo. A expectativa com o lançamento do 4 e penúltimo filme da série “Amanhecer – Parte 1” é que mais fãs e admiradores da história, conheçam o lugar que serviu de inspiração e locação para os filmes da Saga.

Foto Kristen Stewart e Robert Pattinson Crepúsculo: moviesfilmscinema.com

Foto Forks: hayunvampiroenmihabitacion.blogspot.com

Roteiro de compras por São Paulo

São Paulo é uma cidade com uma variedade de produtos e perfeito para fazer compras

Para fazer um roteiro de compras em São Paulo é mais simples do que se pensa. O Metrô facilitou a vida dos turistas que vem em busca de preços baixos e variedade de produtos. Os roteiros mais procurados pela Cidade são: Brás, Liberdade, 25 de Março, José Paulino e Rua São Caetano. Em nossa primeira parada, a estação Liberdade, na linha azul do Metrô.

O bairro da Liberdade é o local com maior número de imigrantes Japoneses e a cultura, pode ser percebida através das ruas iluminadas com as típicas lanternas japonesas e nas feiras temáticas que sempre acontecem e contam com a típica gastronomia japonesa, além de artigos que nos remetem ao Japão.

Com diversas lojas, a Liberdade é também muito procurado por proprietários de salão de beleza e profissionais do ramo. Ao longo das ruas, diversas lojas de itens para cabelos, depilação, manicure, massagens e as novidades do ramo da Estética e Beleza. A gastronomia japonesa é um ponto forte no bairro da Liberdade. Restaurantes típicos e lojas de produtos alimentícios, fazem parte do bairro Japonês de São Paulo

Seguindo mais algumas estações, a parada é no Metrô São Bento, que nos leva direto a Rua 25 de Março, uma das ruas, se não a mais, conhecidas de São Paulo. Quem está pouco acostumado com a agitação dos chamados “Camelôs” se assusta com a quantidade de pessoas e barracas. Com gritos, jargões e muita animação, os vendedores ambulantes pechincham seus preços e tentam conquistar cada cliente para seus produtos.

Dentro do Shopping da 25 de Março: eletrônicos, roupas, bolsas, sapatos, relógios, artigos de pesca e muito mais. Réplicas, até, perfeitas de itens de marcas como Nike, Adidas, entre outras, são vendidas em Stands. Um mundo de pessoas vem comprar dentro e fora do Shopping. Uma aventura pela selva de pedras que se mistura ao mar de pessoas em busca de presentes, itens para revendas entre outras coisas.

Entrando novamente na linha azul do Metrô, a próxima parada é a Estação da Luz, rumo a Rua José Paulino, no Bom Retiro. Desde o início do século XX a rua é conhecida  pelo comércio de roupas, principalmente femininas. Saias, vestidos, blusas e muitos itens com um preço muito bom, pode ser encontrado na famosa José Paulino.

Para o próximo destino, não é preciso pegar nenhuma condução e é o sonho de consumo de mulheres que estão prestes a realizar o sonho de casar: estamos falando da Rua São Caetano. Conhecida por “Rua das Noivas” a Rua São Caetano é o destino das mulheres que buscam todos os artigos para sua festa. Desde o desejado vestido de noiva, até as lembrancinhas, artigos de decoração, roupas de madrinhas e daminhas de honra, sapatos e tudo para deixar o dia mais esperado por muitas mulheres, perfeito e com um preço muito acessível.

A parada final de nosso roteiro é por outra linha do Metrô, dessa vez a vermelha, sentido estação Brás. O bairro é conhecido pelos preços baixos em roupas e tecidos para confecções. Milhares de pessoas vem todos os dias a esse local, em busca de roupas para consumo próprio, para revenda e materiais como tecidos, acessórios e tudo o que é preciso para costurar e até customizar roupas.

Essa é São Paulo, cidade de imigrantes, viajantes e curiosos e a Cidade das boas compras. Quando vier a São Paulo, não deixe de conferir um desses locais e passear pelas ruas da cidade. Venha conferir os preços baixos, a variedade de produtos e a simpatia dos paulistanos. Quando chegar, tragam os guarda-chuvas, afinal, aqui é a Terra da Garoa.

Foto São Paulo: MREBRASIL no Flickr