Características do passaporte azul

O novo passaporte azul tem medidas de segurança reforçadas

Atualmente o passaporte azul está disponível em todo o território nacional. Ele traz diversas novidades como as notórias novas regras de segurança contra falsificações. Conheça as características básicas do passaporte comum brasileiro.

Ressalta-se que o novo passaporte azul padrão ICAO (International Civil Aviation Organization ou Organização de Aviação Civil Internacional) já está amplamente implantado em todo país. Os antigos modelos de passaporte não-ICAO estão válidos até o expirarem os prazos de validade, quando devem ser substituídos.

Ele começou a ser distribuído desde 2006 e segue o mesmo padrão em todos os países inclusos no MERCOSUL. São mais de 16 novos itens que asseguram todo o processo, o que torna as falsificações cada vez mais difíceis de obterem êxito na travessia. Estas novas mudanças foram estudas avidamente e postas em práticas com todo o rigor das normas internacionais regidas pela ICAO, órgão intimamente ligado às Nações Unidas.

Depois do emblemático atentado intitulado como 11 de setembro, todos os aeroportos do ocidente passaram por rigorosas renovações de condutas no que tange a segurança. Países com bastante diversidade cultural e racial, como o Brasil, naturalmente são uns dos mais desejados pelos ilegais. Em contrapartida, as novas regras tornam a vida do residente no exterior extremamente mais tranquila.

A tecnologia foi bastante empregada na fabricação do código de barra bidimensional com papel reativo e resistente a todos os produtos químicos conhecidos. Com perfuração cônica realizada a laser, existem até mesmo dados biométricos facilitadores de consultas.  A foto é digitalizada no documento.

O sistema de controle do referido documentos é bastante eficaz.  O registro de tráfico internacional passar a ser mais exato, mesmo diante entradas e saídas por outras vias de acessos situadas em fronteiras ou limites portuários. A leitura mecânica é extremamente eficaz. Ressalta-se que o projeto foi totalmente planejado com uma parceria entre duas instituições governamentais: Polícia Federal e Ministério das Relações Exteriores.

Embora os antigos passaportes estejam sendo válidos até expirarem, muitos cidadãos que entram com bastante dinheiro ou possuem residência fixa estão sendo barrados nos grandes países europeus, ou mesmo nos EUA, justamente pela falta de confiabilidade que o antigo padrão fornece. De certa forma, o novo paradigma acaba auxiliando até mesmo contra barragens.

A título de informação, existem outros cinco tipos de passaportes lançados nos últimos anos:

Cor verde: Passaporte Oficial de Serviço

Cor vermelha: Passaporte diplomático

Cor marrom: Países sem relações diplomáticas com o Brasil

Cor amarela: Para refugiado, asilado ou pessoa sem nacionalidade

Cor azul-celeste: Passaporte de Emergência

Leia mais:

Recorde de brasileiros barrados na Europa

Mala extraviada, e agora?

Falta espaço nos aeroportos brasileiros

Foto: insanidades no Flickr 

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.