Seguro viagem é viável?

Confira algumas dicas sobre o seguro viagem
Confira algumas dicas sobre o seguro viagem
Especialistas entram em convergência ao afirmar que a única desvantagem está em não usar o serviço, visto que as empresas que ofertam não disponibilizam nenhum tipo de retorno financeiro. Porém, esta poder ser medida como vantagem, afinal, quem aprecia a ideia de ter problemas enquanto está viajando? O seguro viagem é indicado para pessoas que planejam excursões para fora do país. Confira algumas dicas sobre o seguro viagem.

Serviços de Cobertura: Seguro Viagem

  • Atendimento jurídico
  • Seguro para acidentes pessoais
  • Indenização por morte, enfermidade ou acidente
  • Seguro por perda e serviço de busca e localização de bagagem
  • Seguro de cancelamento de viagem
  • Assistência de Guia Turístico
  • Assistência (Odontológica e Médica)

De certa forma nem tudo no mundo é perfeito. Podem acontecer os mais diferentes problemas diferentes quando menos se espera. Imagine ser preso estando em terras estrangeiras, quem pode te salvar? Para estes e outros motivos o seguro viagem representa opção viável.

Turistas que estão planejando passar longas temporadas fora de casa podem encontrar a solução que faltava no seguro viajem. Isso acontece em consequência do excesso de bagagem, ou mesmo para tratar de doenças que foram conquistadas nos países visitados. Todos os serviços básicos são cobertos nos planos máster.

Diferenças: Assistência e seguro viagem

Caso alguma pessoa, por exemplo, fique com dor de dente durante a viagem, é necessário apenas ligar à central de atendimento e solicitar o serviço. Em menos de cinco minutos surge à resposta com o endereço, data e horário marcado. Assim acontece na assistência viagem. Isto é, representa atividade simplificada aos clientes, visto que as empresas possuem incumbência de buscar os serviços profissionais qualificados.

Por outro lado, nos seguros viagem a cobertura acontece conforme cada evento inesperado presenta na trajetória do turista que está em viagem internacional, sendo que os segurados não possuem direito em receber valores integrais do plano em cada momento. Nas assistências existem limites descontrolados por cada circunstância.

Nações que participam de maneira ativa de programas de intercâmbio exigem com que os participantes tenham o seguro viagem. Países que assinaram o Tratado de Schengen obrigam seguros equivalentes a 30 mil euros nas viagens que duram mais do que 90 dias.

O seguro precisa cobrir no mínimo despesas equivalentes a trinta mil euros aos prazos de viagens superiores aos noventa dias. Alemanha, Áustria, Bélgica, Itália são algumas das nações que assinaram o documento. Turistas precisam estar atentos para as viagens de longa duração ao velho continente.

Leia mais:

Foto: jeffersonworldtrip.blogspot.com

Viagems de última hora

Dicas para organizar uma boa viagem de última hora
Dicas para organizar uma boa viagem de última hora
Com a chegada das férias, aumenta também a procura por locais bacanas para viajar, mas na correria das festas de fim de ano, acaba não sobrando tempo e dinheiro  para organizar uma boa viagem. Para que isso não aconteça, confira algumas dicas para que seu passeio seja inesquecível sem extrapolar nas contas e no tempo disponível!

Passagens – Comece a pesquisar suas passagens com antecedência, em épocas de baixa temporada e fique atento ás promoções e pacotes familiares que as companhias oferecem. Calcule tudo direitinho, afinal, é anunciado apenas o preço da passagem, sem a taxa de embarque. A dica é ligar para a empresa e confirmar o valor exato que irá pagar para não ter surpresas de última hora.

Automóvel – Se você decidiu pegar a estrada com a família ou até mesmo sozinho, não dispense uma revisão no carro, afinal, até os imprevistos precisam ser previstos nesta hora. Certifique-se se os pneus estão em bom estado e esteja sempre com a documentação em dia. Se a viagem for muito longa, ou seja, mais de quatro horas, pare em algum local para comer e ir ao banheiro regularmente. Não ultrapasse o limite de velocidade para chegar mais rápido, isso causa muitos acidentes em épocas de alta temporada. Dirija com calma e bem descansado, afinal, o trajeto de carro também é muito interessante, dá para tirar bastante foto.

Excursão – São uma ótima escolha para quem gastou um pouco a mais nos presentes de natal. Excursões costumam ser mais baratas e são muito menos cansativas que viajar com o próprio carro. Normalmente as viagens são acompanhadas por guias turísticos que te levam aos principais pontos de visitação. E você ainda aproveita para fazer amizade e tirar bastante foto. Muitos passeios ecológicos só podem ser feitos em grupo, se você estiver em uma excursão, terá mais opções de lazer, além de não precisar se preocupar com hotel. Fique atento se o ônibus é regularizado e está em boas condições e certifique-se se o guia é de confiança e se tem boas referências.

Mochilão – Para quem quer fugir da rotina urbana e se mandar para um local de praia, serra ou montanha só com uma mochila nas costas, a dica é beber bastante líquido, usar roupas leves e confortáveis e ter bom preparo físico. Mesmo em viagens para fugir de tudo e de todos não é muito aconselhável ir totalmente sozinho, escolha um amigo, por precaução. Antes de sair sem rumo, pesquise os preços de albergues e restaurantes, e claro, não se esqueça do mapa.

Leia também:

Foto: claudiupetre.wordpress.com

Vacinas para viajar

Conheça as vacinas necessárias para ir viajar
Conheça as vacinas necessárias para ir viajar

Pode-se dizer que não existe uma lista precisa sobre quais são as vacinas necessárias para ir viajar. Com o passar do tempo às doenças mudam em diferentes regiões do mundo. Turistas precisam ter em mente que se faz preciso saber desta informação antes de confirmar a compra da viajem nas agências turísticas. A vacina representa principal método para os visitantes não contraírem doenças espalhadas não somente pelo Brasil como também ao redor do mundo. Jamais se esqueça de que a saúde precisa estar em primeiro lugar.

Aspectos Gerais

De acordo com o Ministério da Saúde que viaja para qualquer país estrangeiro precisa tomar a vacina que combate a Influenza. Os turistas ainda precisam da precaução contra incidências das Hepatites A e B.

Quem viaja ao norte do Brasil, ou para qualquer país da América do Sul, necessita tomar no mínimo a vacina contra febre amarela antes de dez dias da data oficial de partir ao estrangeiro. Necessário consultar as informações adicionais do país de destino dentro da zona continental, visto que as variações bacterinas acontecem em ritmo acelerado.

Interessado em partir ao continente africano ou asiático precisam de proteção contra a febre tifoide. Atenção! Dependendo do local de visita nestes continentes se faz necessário ainda tomar a vacina contra a cólera, no prazo de pelo menos oito dias antes de sair do Brasil.

Atenção com a Pneumonia Asiática

A doença apresentou sua face no ano de 2003, quando foram contabilizadas mais de seis mil pessoas com pneumonia asiática em todo planeta Terra. Ao todo estão contabilizados números de suspeitos em quase trinta países. Epidemia que já matou quatrocentas pessoas de forma direta.

De acordo com a maioria dos especialistas que estuda a doença o melhor método contraceptivo contra a doença é desmarcar a viagem marcada aos locais que apresentaram incidência positiva. Isso acontece porque os cientistas ainda não descobriram a vacina contra este tipo de doença que caso não seja tratada a tempo pode causar a morte.

Quais são os países com a doença?

É possível dizer que os países asiáticos estão no centro da epidemia, fator que justifica o nome popular conquistado pela doença. Interessante notar que o Canadá está entre as únicas nações fora da Ásia que apresentam forte nível de incidência da pneumonia asiática. Oceania, América do Sul e Europa tiveram casos suspeitos que ainda não foram confirmados. Interessados podem consultar a lista completa no site oficial da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Foto: compostura.wordpress.com