Cercada pela floresta Amazônica, Porto Velho guarda momentos importantes da história do Brasil

Porto Velho, cercada pela floresta Amazônica

A terceira maior metrópole amazônica possui pouco mais de 430 mil habitantes e é uma das cidades que mais crescem no Brasil. Porto Velho, capital de Rondônia, está localizada no norte do estado e possui uma população diversificada, que veio de todas as partes do país para construir toda a riqueza existente na região. Quem anda pelas ruas de Porto Velho, ouve sotaques de todas as origens: paulista, carioca, gaúcho, mineiro, mato-grossense, baiano, goiano, pernambucano, paranaense, capixaba, dentre outros. Não é muito comum encontrar um morador que seja natural daquele distante estado. A cidade sempre atraiu migrantes nordestinos e até mesmo das prósperas regiões Sul e Sudeste – em larga escala, diga-se de passagem. Até mesmo quem nasceu em Rondônia passou a vida inteira ouvindo as histórias de família contadas em outros sotaques. Não é exagero afirmar que o Brasil se encontra em Porto Velho.

Fundada no começo do século passado, a capital rondoniense nasceu estimulada pela construção da polêmica Estrada de Ferro Madeira Mamoré. A linha férrea também é conhecida como a Ferrovia do Diabo, pelo fato de uma enorme quantidade de trabalhadores terem morrido durante a sua construção. Os 366 km de extensão foram construídos entre 1907 e 1912, para ligar a cidade a Guajará-Mirim e escoar a borracha extraída na região amazônica.

A obra de proporções faraônicas para a época chegou a contar com a ajuda de 20 mil trabalhadores estrangeiros, vindos do Caribe, Estados Unidos e Europa, além dos próprios brasileiros. Porém, além das oportunidades de trabalho, a região oferecia também um ambiente de trabalho muito insalubre. Estima-se que aproximadamente 6500 trabalhadores tenham morrido durante as obras, vítimas de acidentes de trabalho e doenças tropicais, como a malária. Foi um período de sangue, suor e lágrimas, digno de cinema. Embora Rondônia não tenha ganhado as telonas, a região já foi tema da minissérie global “Mad Maria”, produzida em 2005. A trama contou a história sofrida dos anos da construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré.

Atualmente, pouco daquela época se encontra disponível para os turistas. Aliás, Porto Velho ainda engatinha como destino turístico, mas possui algumas atrações interessantes sob o ponto de vista da história do Brasil. Não deixe de visitar as três Caixas d’Água, símbolo da cidade que se encontra estampado até mesmo na bandeira da cidade. Porto Velho também abriga um museu com um acervo de quase três mil peças de presépios natalinos, trazidos do mundo inteiro. Trata-se do Museu Internacional do Presépio, fundado pelo Padre italiano Innocenzo Mangano em 1998. Vale a pena conhecer também o Museu da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, localizado num galpão do Complexo Turístico Ferroviário de Porto Velho.

Foto Porto Velho: giuliana_miranda no Flickr

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *