Nas ladeiras de Olinda

Olinda oferece belas paisagens e muito artesanato local

Olinda foi a primeira capital do estado de Pernambuco, localizada em seu litoral conta com muitas ladeiras que oferecem vistas únicas de sua vizinha Recife com lindas paisagens para admirar durante todo o ano. O povo hospitaleiro nas pequenas lojas e feiras da cidade dão o tom em cada esquina oferecendo produtos locais de beleza única. Olinda torna-se assim passagem obrigatória para quem vai à Pernambuco.

Como os turistas normalmente vem do Recife a primeira parada sem dúvida é a Praça do Carmo, lá é possível ver uma das muitas igrejas de Olinda e ainda conseguir guias e informações turísticas, mapa da cidade, entre outras informações. Apesar de suas ladeiras amedrontarem um pouco o turista de primeira viagem, é possível realizar a visita a cidade sem o auxílio de um guia, que sempre cobram pequenos valores (de R$20,00 a R$30,00 por grupo), porém eles oferecem certa segurança e comodidade. Caso opte pela visita sem um guia trace seu caminho pelo mapa onde pode passar pelos pontos turísticos que mais combinem com seu roteiro (todas essas informações, assim como o mapa, podem ser conseguidos no centro de informações turísticas sem custo nenhum).

O roteiro por Olinda contará com visitas a igrejas, como a igreja mais antiga do Brasil, e a museus, como o de arte sacra, tornando-se um roteiro histórico arquitetônico de muita beleza. Mas isso não é tudo que se pode ver em Olinda, ao subir cada uma de suas ladeiras irá se deparar com paisagens paradisíacas, nas quais o mar de um tom azul único parece se unir ao céu, além das paisagens urbanas da capital e vizinha Recife. Um dos pontos turísticos que apresenta uma oportunidade para belíssimas fotos da paisagem é a Praça da Sé, de lá é possível avistar quase toda a cidade do Recife e ter uma visão privilegiada da própria Olinda.

Entre suas praças, igrejas e ladeiras, Olinda apresenta também um de seus maiores tesouros: o artesanato local. É possível encontrar em Olinda, assim como em outras localidades do nordeste, produtos não vistos em outras regiões do país com tamanha facilidade, como é o caso das rendas. As principais rendas vendidas em Olinda são a filé, a renascença e a de bilro. Com as rendas a criatividade das artesãs locais vai longe, sendo possível encontrar de toalhas a roupas feitas de uma mesma renda. A única ressalva que aqui se faz é a diferença de preços existentes entre produtos feitos com os diferentes tipos de renda, isso pois elas se diferem na técnica e assim no tempo de execução, tendo algumas peças levado 3 anos para ficarem prontas.

Dessa forma quem optar por conhecer Olinda fora da época de festas populares como o carnaval não se arrependerá e com certeza trará na bagagem muitas lembranças.

Foto Olinda: absolut-brasil.com

Autor: Thayse Aragão

Bacharel em ciências sociais (Unicamp).Bacharel em ciência política (Unicamp).Licenciada em ciências sociais (Unicamp).Mestranda (Unicamp).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *