Oásis planejado no Oriente Médio impressiona turistas de todo o mundo

Dubai é a cidade mais populosa dos Emirados Árabes Unidos

Dubai é um oásis no meio do deserto. Construída no meio do nada, num dos ambientes mais hostis do mundo, a cidade ostenta uma concentração de arranha-céus de dar inveja a qualquer metrópole do ocidente. Toda essa ousadia e vem dos recursos que os petrodólares podem comprar. A cidade mais populosa dos Emirados Árabes Unidos converteu-se recentemente no pólo turístico mais impressionante e futurista da ancestral cultura islâmica. Com toda a modernidade que há na paisagem, fica difícil lembrar que Dubai já foi uma pequena cidade de comerciantes beduínos. O local abriga várias das obras de engenharia mais vistosas do planeta. A principal delas é o Edifício Burj Khalifa, o edifício mais alto do mundo, com quase um quilômetro de altura. São 828 metros de altitude. Sem dúvida, o principal cartão postal de Dubai. Mesmo para quem não se hospeda nele, o Hotel Madinat Jumeirah também é uma atração turística muito fotografada pelos viajantes.

A cidade possui mais de um milhão e meio de habitantes e está situada na costa do Golfo Pérsico, na península Arábica, continente asiático. As barreiras impostas pela natureza nunca foram problemas para a construção civil de Dubai. Dizem que a cidade possui atualmente 30% dos guindastes de canteiros de obras do mundo. De fato, a cada dia que passa a silhueta da cidade ganha novos contornos.

A cidade é tão exótica que impressiona até mesmo quando vista por fotos de satélite. Ao longo da enseada, algumas ilhas artificiais chamam a atenção, como por exemplo, a Palm Island. Construída em formato de palmeira, foram necessárias toneladas de areia e pedras na obra. Atualmente, o local abriga um complexo de hotéis e condomínios de luxo. Outras ilhas em formato de palmeira também estão sendo construídas na cidade. Mas o que mais impressiona é o arquipélago artificial que, quando visto de cima, tem o formato do mapa mundi. Ainda em estágio de construção, uma companhia hoteleira deve ficar com a maior parte das ilhas.

Paraíso do consumo no Oriente Médio, Dubai possui o maior shopping da região que, possui até mesmo uma pista de esqui. A refrigeração artificial resolve o problema das altas temperaturas do deserto. Aliás, os meses mais quentes do verão, julho e agosto, trazem prós e contras aos turistas. Nesta época do ano, o calor pode atingir até 50 graus em Dubai. Para muitos, o ambiente fica insalubre. Mas, a vantagem é que os preços das diárias dos hotéis ficam mais baratas para compensar a queda no número de viajantes. O comércio também oferece as melhores liquidações durante esse período. Para quem quiser conhecer Dubai caminhando pelas ruas do centro histórico e financeiro, é mais aconselhável viajar entre outubro e abril, quando as temperaturas ficam mais suportáveis.

O visto para brasileiros que desejam conhecer os Emirados Árabes podem ser adquiridos em poucos dias. O site oficial do Departamento de Turismo traz mais informações.

Foto: hanmireddy no Flickr

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.