Parque Nacional do Amapá: Cabo Orange

Cabo Orange, no Parque nacional do Amapá
Cabo Orange, no Parque nacional do Amapá

Segundo a lista anexada no site do Ministério das Relações Exteriores, o Brasil tem 76 parques nacionais administrados pelo ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), órgão ligado de forma direta ao Ministério do Meio Ambiente desde o ano de 2007. Há conjuntos de leis direcionados somente para regras que não devem ser desrespeitadas, cujo desrespeito gera de multa a prisão. No Amapá vale destacar a presença do Parque do Cabo Orange.

Parque do Cabo Orange: São 620 mil hectares no parque fundado em 1980. Está integrado ao norte do Amapá, entre os municípios de Calçoene e Calçoene. Foi criado com a finalidade de proteger flora, fauna e belezas naturais, segundo está escrito na Lei 4.771/1965 que estabelece o Regulamento dos Parques Nacionais no Brasil.

Acesso limitado para turistas

A visitação turística é burocratizada para evitar excesso de tráfego nos terrenos, fator que pode prejudicar de forma considerável o ordenamento ecológico natural do local. Além da autorização concedida pelo Instituto Chico Mendes, os turistas precisam cruzar 600 km.

Trajetos recomendados para o acesso

Necessário estar preparado para percorrer por uma longa estrada composta por terra. Depois de chegar à cidade de Oiapoque, os visitantes precisam pegar um barco e ficarem longas horas no passeio fluvial, correndo sérios ricos de fortes marés no trajeto. Por este motivo que é sempre aconselhável realizar o percurso com algum morador da região conhecedor do trajeto e da maioria das variações de correntezas.

Não existe infraestrutura para receber turistas. Necessário procurar instalação em Macapá, capital do Amapá situada há 450 km do Parque. O melhor período para realizar a visitação está entre agosto e novembro, ou seja, na primavera.

Natureza do Parque

Campo Orange conta com cenários paradisíacos considerados exóticos. Além da extensa flora e fauna, vale notar a vida das populações locais que não precisam de muitos recursos para viverem de forma qualitativa, em harmonia com a natureza. O destaque também fica conta da reserva indígena de Uaçá, situada próximo ao Parque.

O objetivo principal da criação da sua criação está na preservação dos ecossistemas situados na foz do rio Oiapoque. Tem quase 60% do seu território compostos por terras indígenas, reservas e parques. Está limitado pela Guiana Francesa ao norte.

Relevo composto por áreas planas com alguns sedimentos argilosos de origem mista, uma metade fluvial e a outra marítima.

Principais vegetações: Mangues (siriúba, vermelho e amarelo). As planícies têm presença de gramíneas ciperáceas. Buriti, mururés, canaranas e capim-arroz.

Fauna: Flamingo-americano, guará, peixe-boi, tartaruga, entre outros.

Leia mais:
Parque Nacional da Serra da Capivara
Parque do Ibirapuera
Parque da Aclimação

Foto: macapa.over-blog.com

Autor: Renato Duarte Plantier

Redator na rede de blogs The Diktyo SL. Coproprietário e Redator de blogs informativos em AsemioticanaWeb

Um comentário em “Parque Nacional do Amapá: Cabo Orange”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.