Patrimônios históricos atraem turistas à Córdoba

A catedral de Córdoba é uma construção colonial

Córdoba é a capital da província homônima, localizada no centro-norte da Argentina, a 650 km de Buenos Aires, capital do país. O famoso humor típico da região, aliado a uma simpatia única dos hermanos, é um atrativo à parte para qualquer visitante que chega a Córdoba. Com 1,2 milhões de habitantes, Córdoba é também a segunda maior cidade da Argentina. Apesar disso, nem todo mundo percebe. O ambiente interiorano e a simplicidade da população dão um ar de tranqüilidade a essa metrópole. Córdoba é também considerada a Capital Cultural das Américas, abrigando histórias jesuíticas contadas entre serras e construções do século 16. O Quarteirão Jesuíta (Manzana Jesuítica) é uma área repleta de edifícios históricos, que inclui o Colégio Nacional Montserrat, o Museu histórico da Universidad Nacional de Córdoba e a Igreja da Companhia de Jesus. Essa área foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura. A Universidade do conjunto é uma das mais antigas da América do Sul. Aliás, a cidade de um modo geral é conhecida pelo clima universitário, já que atrai todos os anos milhares de estudantes de vários lugares do país e do mundo.

Todo esse patrimônio religioso, um dos maiores investimentos europeus em todo o continente das Américas, é mantido por meio de estabelecimentos rurais produtivos localizados no interior da província. Inclusive, muitas dessas fazendas estão abertas ao público. Apesar de toda essa riqueza, a maioria dos turistas brasileiros ainda não conhece essa região. Boa parte dos tupiniquins escolhe apenas Buenos Aires ou Bariloche como principais destinos turísticos quando vão para o país vizinho. Fica aí mais uma dica para se levar em consideração na hora de ir para as terras portenhas. Uma opção de passeio obrigatório para qualquer visitante são as serras cordobesas. A região é repleta de planícies e vales cercados de arroios e lagoas.

A infra-estrutira da cidade conta com uma boa rede hoteleira, o Aeroporto Internacional Taravella, a 13km do centro da cidade, bares e restaurantes para todos os gostos. É possível chegar a Córdoba saindo de Buenos Aires, de trem.  A viagem dura cerca de 15 horas e é recomendada para quem gosta de apreciar as paisagens da Argentina.

Outra vantagem para quem visita Córdoba é os preços. A moeda local, desvalorizada em relação ao Real, faz da cidade um destino atraente para os brasileiros. Não precisa gastar muito para se divertir nos bares, restaurantes e com as compras.

Foto: Baruck no Flickr

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

3 comentários em “Patrimônios históricos atraem turistas à Córdoba”

  1. Vou viajar para a Argentina este ano e vai certamente ser um dos destinos meu Cordoba. Caio você sabe Albergues que são bons e limpos. Muito obrigado por seu artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.