Próspera e moderna, Seul é um bom destino para quem visita o extremo oriente

Seul é uma cidade muito moderna

Assim como boa parte das principais metrópoles asiáticas, Seul reúne o tradicional e o moderno harmoniosamente. Palácios centenários e templos budistas convivem lado a lado com arranha-céus espelhados na paisagem de Seul. Com pouco mais de 10 milhões de habitantes, Seul é a capital e maior cidade da Coréia do Sul. Ao contrário da vizinha Coréia do Norte, os sul-coreanos vivem num país próspero que possui uma economia que está entre as 15 maiores do mundo. Toda essa pujança pode ser vista nas ruas de Seul, que soube aproveitar as oportunidades de se modernizar com a realização das Olimpíadas de 1988 e da Copa do Mundo de 2002.

As riquezas antigas são os atrativos turísticos que mais chamam a atenção das pessoas que visitam Seul. O Changdeokgung é um gigantesco palácio que guarda a memória da Dinastia Joseon que governou o país asiático no passado. Essa construção do século 15 abriga um museu, cujo acervo mostra a cultura e o folclore da Coréia. Quem visita o bairro de Insa-Dong pode conhecer diversas lojas de antiguidades, restaurantes típicos coreanos e casas de chá. Outro lugar ideal para fazer compras é o Mercado Namdaemun. O nome do estabelecimento significa “grande porta do sul”, por estar perto do antigo portal sul da metrópole. O local é ao ar livre e possui inúmeras lojas de roupas, comida, flores, produtos eletrônicos e artesanato. As zonas comerciais da cidade são lotadas de mercados desse gênero. Outro que merece ser visitado é o Dongdaemun.

Além dos inúmeros templos budistas que oferecem programas especiais para turistas, a dica é visitar também o bairro turístico de Itaewon, no extremo oeste da cidade. A vida noturna do local é agitada, o que faz do bairro um dos mais visitados da capital coreana.

Apreciar a vista panorâmica do alto da Torre Namsam – principal cartão postal de Seul – é um programa obrigatório para todo turista. A visão lá de cima é encantadora. Localizada numa colina, é possível acessar o observatório por teleférico. A torre está cercada por uma área de vegetação densa. Vale a pena passar pelo parque Changch’ungdan, que fica ao lado da colina de Namsam.

Seul é uma das poucas cidades grandes do mundo que preserva o meio ambiente de uma forma exemplar. É possível passear de barco pelas águas transparentes do Rio Han, o principal da cidade. Segundo maior rio da península coreana, o Han atravessa Seul de leste a oeste. As águas dos afluentes também são limpas, como as do riacho Cheonggyechon, que atravessa o centro da cidade. É agradável passear em volta desses rios. De fato, um verdadeiro exemplo de sustentabilidade que o Brasil deveria aprender.

Foto Seul: todoviajesalextremoymas.blogspot.com

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.