Warning: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, class 'adsenseib30_textInHome' not found in /home/customer/www/viagemhoje.com/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 307

Cidades subterrâneas na Capadócia

Cidade subterrânea da Capadócia
Cidade subterrânea da Capadócia
Na Anatólia Central, território pertencente à Turquia, está a Capadócia. São quase dezessete mil de quilômetros quadrados na região que possui um milhão de habitantes, aproximadamente. Arqueólogos apontam evidência de existência de populações subterrâneas com caminhos estruturados e que hoje em dia servem como principal atração turística da região. De certa forma o turismo na Capadócia traz sensações nostálgicas de épocas não vividas!

Parque Nacional de Göreme: Patrimônio Mundial da Humanidade – 1985

O Parque Nacional de Göreme foi declarado como Patrimônio Mundial da Humanidade no ano de 1985! Região presente há quase trezentos quilômetros da cidade de Istambul. A Capadócia está composta por clima continental, invernos frios com neve e verões secos e quentes. Temperatura que oscila entre dois graus célsius negativos e trinta graus célsius positivos, variando conforme as estações do ano. Chuvas torrenciais acontecem com predominância entre outono e primavera, com predominância de temperatura quente entre julho e agosto. Viagem contraindicada entre janeiro e fevereiro por causa do frio intenso.

Capadócia: Cidades subterrâneas

O conjunto se formou como resultado das erupções vulcânicas, na região foi formado grande planalto de tufas dos vulcões, em conjunto com a erosão do vento. Durante a Idade do Bronze Belho foi zona de população da civilização assíria, que mais tarde sediou os impérios bizantinos e otomanos.

As cidades abrigaram alguns cristãos que fugiram da perseguição liderada pelo Império Romanos, no século II AC. Procuravam abrigo no subterrâneo para não serem observados por tropas inimigas, que entre outros objetivos, estavam em busca dos tesouros e mistérios das tribos.

Como não podiam sair do subterrâneo, os capadócios desenvolveram zonas complexas: Chaminés de ventilação, locais de produção de vinho, igrejas, abadias, poços de água, banheiros e salas de reuniões.

Pré-história em Göreme

As erupções começaram no Mioceno Superior, menos de setenta milhões de anos AC, momento em que a lava começou a fluir a partir de vulcões submersos em lagos.

Durante períodos pré-históricos os homens iniciaram a construção das cidades subterrâneas para se protegerem dos animais selvagens. Viveram longos períodos embaixo da terra. Cidades ligadas entre si por túneis apertados que permitem a passagem de apenas uma pessoa por vez. Nos portões de acesso havia conjunto de rolos de pedra enormes utilizados para o fechamento por razões de segurança.

Somente entre 3 mil e 2 mil AC os povos assírios desenvolveram colônias comerciais. Documentos históricos atestam que foram fundados pequenos reinos locais não dependentes de autoridades centrais.

Foto: Viajar24h.com no flickr

Peru, viva essa lenda

Machu Pichu, patrimônio histórico e cultural
Machu Pichu, patrimônio histórico e cultural

Peru é um destino conhecido e muito cobiçado por turistas de todo o mundo. O país atrai especialmente turistas jovens normalmente vindos de países também da América do Sul como Brasil. O destino mais procurado são as cidades Incas que guardam mistérios, muita beleza e tradição. Contudo ainda existem muitas outras opções interessantes para quem pretende conhecer o Peru, ou seja, é um ótimo destino para qualquer turista.

Não há como pensar no Peru e não relacionar diretamente à imagens do Machu Picchu. O patrimônio histórico e cultural é o fator que mais atrai turistas para a região, seja em busca da cultura Inca de seu passado ou da cultura atual com seus artesanatos de cores marcantes e inconfundíveis. Além disso há ainda mais de três mil festivais por ano no país e opções de museus que contam mais de sua história e cultura estão espalhados por todo o seu território.

Se você está em busca de aventura e adrenalina o Peru também pode oferecer muito a você. No país é muito comum ver os turistas realizando trekking, caminhada, e o ciclismos, o país é um verdadeiro paraíso para quem gosta da prática desses esportes, tudo sempre cercado de paisagens lindas e inigualáveis. Porém se eu estilo é ainda mais radical você pode optar por uma escala em uma das montanhas andinas da região. Além disso ainda é possível a prática de rafting, parapente e surf no país.

No Peru ainda há uma terceira opção de turismo pouco aproveitada pelos turistas brasileiros, trata-se de suas praias do pacífico. As praias do Peru são belíssimas, trazendo um leque de oportunidades que variam de regiões com mar calmo, até regiões perfeitas para a prática do surf. Além disso o Peru é um país rico em pássaros endêmicos e atrai muitos turistas interessados em sua observação e apreciação.

O slogan do Peru é “Peru, viva essa lenda”, e isso não é apenas uma frase para chamar turistas, apesar da variedade de opções a mística por traz de toda a cultura e ruínas que encontram-se na região ainda é o maior atrativo do país. Só por esses motivos já vale a pena conhecer o Peru, não deixe de colocar o país em sua lista de destinos próximos, seja para viajar no estilo mochilão seja para ir através de uma agência de viagem com tudo programado.

Saiba mas sobre Peruno blog de viagemoje:

Conheça o Peru na Festa do Sol

Foto: vam11i12.wordpress.com

Turismo na região Centro-Oeste do Brasil

A região Centro- Oeste não é das regiões brasileiras a mais conhecida por seus pontos turísticos, porém não é por isso que lá não há o que se fazer e não guarde para o turistas gratas experiências e belas surpresas. A região além de contar com a capital do Brasil ainda tem a oferecer para o turista ótimas opções de destinos com muita beleza natural e contato com a natureza de uma forma única. O Centro – Oeste é uma das grandes regiões brasileiras e é formado pelo Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

Para você que quer conhecer a região e não sabe por onde começar nesse artigo daremos algumas dicas de destinos, listamos apenas cinco, porém a região tem muito a oferecer para o turista que quiser se aventurar. Então , se você pretende conhecer o Centro- Oeste não deixe de passar por:

Brasília (Distrito Federal): a capital do país não poderia ser esquecida. Brasília é uma cidade de beleza e arquitetura única. Totalmente planejada, Brasília é uma cidade modelo e referência no mundo todo. Obra do mundialmente reconhecido arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, é em Brasília que localizam-se os prédios mais conhecidos do Brasil, devido a sua arquitetura única com formas arrojadas. Se você é cosmopolita e não abre mão de shoppings e bons restaurantes esse é um destino certo.

Brasília, a capital do Brasil, é um exemplo de arquitetura para tudo o mundo

Bonito (Mato Grosso do Sul): um dos destinos mais populares da região, a cidade de Bonito no Mato Grosso do Sul, é considerado um dos locais mais belos do Brasil. Suas belezas naturais com lagos de águas cristalinas atraem turistas de todo o mundo. Se você gosta de encher os olhos com belas paisagens e estar em contato com a natureza em um lugar paradisíaco, Bonito foi feito para você.

Miranda (Mato Grosso do Sul): a cidade de nome Miranda pode parecer estranho e desconhecido, porém é um dos destinos preferidos de quem vai para o Mato Grosso a fim de conhecer o Pantanal ( que não é uma cidade e sim um bioma muito extenso). Nessa cidade é possível encontrar boa infraestrutura para realização de passeios, pesca esportiva e outras atrações para conhecer melhor a diversidade e beleza natural da região. O Pantanal mato-grossense é uma região única em todo o mundo e para os amantes da pesca é destino certo.

Bonito é um dos destinos mais importantes da região

Parque Nacional da Chapada dos veadeiros (Goiás): além das já citadas belezas naturais que também são privilegiadas nessa região, o parque é especialmente visitado por turistas ligados à questões místicas que permeiam a região. Parada obrigatória para quem busca paz interior.

Chapada dos Guimarães (Mato Grosso): Local de natureza exuberante próximo a capital, destino certo para os turistas mais aventureiros que gostam de fazer trilhas de cachoeiras, entrar em grutas e escalar paredões.

Fontes:
www.viajesdecompras.com
www.tropic-concept.com