Buenos Aires: na cidade do tango e das compras

A Calle Florida, no Centro de Buenos Aires, é a rua mais conhecida para fazer compras

Ao pensar em uma cidade com estilo europeu na América do Sul, não há dúvidas: a primeira que vem à cabeça é Buenos Aires. A capital da Argentina é um dos destinos favoritos dos brasileiros por ser uma opção barata. Ela está com frequência no roteiro de turistas cujo principal objetivo é fazer compras, além de claro comer um bom churrasco e imergir na cultura da capital do tango e vinho.

Ao chegar em Buenos Aires, os seguintes lugares devem constar na lista para serem visitados:

  • Bairro da Recoleta. Com inúmeros cafés e com um ar europeu é um dos lugares preferidos dos turistas.
  • Puerto Madero. Ao lado do Río de La Plata, foi um antigo armazém, que depois da revitalização, dá espaço a alguns dos melhores restaurantes da cidade, além de escritórios e lojas.
  • Teatro Colón. Inaugurado em 1908 é o teatro mais famoso da Argentina com espetáculos de ópera e balé.
  • La Boca. O primeiro bairro de imigrantes italianos, cuja principal rua é a Caminito, com atrações artísticas, além de claro famosa por sua arquitetura colorida.

Fora as outras muitas maravilhas de Buenos Aires como Plaza del Mayo, Obelisco e a Casa Rosada, obrigatórios no roteiro.

Para fazer compras um bom lugar é o Centro, onde há várias butiques de grife, lojas de departamento e marcas argentinas. A rua mais conhecida do bairro é a Calle Florida, um grande centro comercial, com lojas de roupas e confeitarias. Já no bairro de Villa Crespo, vizinho de Palermo, é um famoso circuito de outlets de Buenos Aires com marcas internacionais e argentinas.

Mas para se ter uma boa viagem, deve-se degustar do que há de melhor na culinária argentina. O restaurante Siga la vaca, em Puerto Madero, é um dos mais procurados por ter várias opções de carne, como também o La Cabrera, no bairro de Palermo. Outra opção é o El San Juanino, na Recoleta, conhecido pelas melhores enpanadas da cidade. Mas nada melhor do que jantar saboreando um bom vinho e poder assistir um típico tango argentino em El Viejo Almacén, no bairro de San Telmo.

Como ir:

Há várias companhias áreas que realizam voos para Argentina, como a Tam e a Gol. O site Decolar disponibiliza os voos de todas elas.

Quando ir:

Como o clima em Buenos Aires é ameno, qualquer época do ano é boa. Mas deve-se ir preparado que não dá para fugir do calor no verão, pois não é uma cidade de praia. E o inverno deles é um pouco mais frio que o inverno brasileiro, a temperatura não passa dos 14º C.

Visto:

Como a Argentina faz parte do Mercosul, brasileiros não precisam de visto e podem viajar sem passaporte, basta apresentar a carteira de identidade.

Foto: Galio na Wikimedia Commons

As maravilhas de Buenos Aires

As paredes do bairro de La Boca é uma das imagens mais típicas de Buenos Aires.

Localizada nas margens do Rio de la Plata – tão largo que muitos viajantes o confundem com o mar–, Buenos Aires tem um clima temperado e muitos dias de sol por ano. Há uma abundância de coisas na paisagem natural da região, verde e húmida, podendo gozar de parques, nos arredores ou na gigantesca Reserva Ecológica que se encontra a somente cinco minutos do Centro da cidade.

Mas muitos turistas vêm a Buenos Aires por outra paisagem. A cidade – com três milhões de habitantes – possuindo 48 bairros para. Em cada um há bares, praças, campos de futebol e outros esportes, templos, igrejas, teatros, mas as zonas mais visitadas, por turistas nacionais e extrangeiros, são o Abasto, Puerto Madero, San Telmo, Recoleta, Palermo, La Boca, as avenidas do Centro, como Corrientes.

Buenos Aires é um dos pólos culturais do continente. A cidade é considerada a quarta em importância no teatro mundial e tem mais salas que Nova York. Os museus portenhos, tradicionais ou modernos, são famosos. O tango, a música e a dança, pode conhecer na tangueria mais sofisticada ou na casa de tango mais popular de um bairro.

Com mais de 3000 restaurantes, comer em Buenos Aires é uma questão de escolher aonde e o que. Desde o típico, assado ou pizza, até a comida de alguma das muitas comunidades que se instalaram na cidade durante séculos de imigração.

O futebol é uma paixão, e os aficcionados planejam suas viagens para que coincidam com o clássico nacional entre Boca Juniors e River Plate. Outra característica que atrai a locais e visitantes são as compras, com feiras, circuitos comerciais a céu aberto e shoppings. A cena independente – do teatro e do cinema alternativo, a de músicos y desenhistas – é origem de encontros e festivais internacionais. Em Buenos Aires há feiras e atividades culturais todo ano.

Para viajar dentro da cidade, existe um sistema de transporte com inúmeras opções: seis linhas de subtes (assim se abrevia o nome de subterrâneos ou metro), mais de cem linhas de coletivos (assim se chama em Buenos Aires aos ônibus o microbuses) e trens ou interurbanos. Os taxis são um meio de transporte muito comum, já que são seguros e comparativamente mais econômicos que em outras cidades.

Os viajentes podem passear sozinhos e a pé ou com guías expertos em histórias e detalhes; podem dedicar meses a Buenos Aires ou conhecer o essencial em poucos dias, inclusive viver uma experiência Buenos Aires em apenas 24 horas; podem ir com o desejo de voltar ou podem, simplesmente, ficar.

Foto: Christian Haugen no Flickr