Museus de São Paulo

O Museu de Arte de São Paulo foi fundado por Assis Chateaubriand

Ir a um museu e conhecer um pedaço da história. São Paulo, uma das capitais que mais participaram da construção do Brasil, possui diversos museus dedicados a apresentar essa evolução sobre diferentes aspectos. Confira alguns dos mais famosos:

MASP: O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, mais conhecido por sua sigla, é a menina dos olhos da cidade, por abrigar a maioria das exposições de maior importância. A visita ao local já se mostra válida para conferir a sua arquitetura, projetada pela arquiteta Lina Bo Bardi, que se consiste em um vão – livre de mais de 70 metros sustentado por quatro pilares e que ainda apresentada uma bela vista da cidade de São Paulo.

Museu da Língua Portuguesa: primeiro museu dedicado a preservação de um determinado idioma, o Museu da Língua Portuguesa possui em seu calendário diversas exposições [itinerantes ou permanentes] que tem por objetivo ressaltar a importância da língua portuguesa, bem como a de seus escritores. O local também se vale da tecnologia, disponibilizando diversos aparelhos que informam a origem etimológica de diversas palavras que usamos no dia-a-dia, bem como suas variações.

Uma dica: no último andar do museu acontece de trinta em trinta minutos a exibição de um filme que dedicado a apresentar a evolução do modo de se falar português. Vale muito a pena assistir, tanto pelo filme como pela surpresa que aguarda os telespectadores após a sua exibição.

Museu dos Transportes: inaugurado em 1985 através da iniciativa de Gaetano Ferolla,  ex-funcionário da CMTC (Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos), atualmente ele é mantido e administrado pela SPTrans, que gerencia os veículos coletivos de São Paulo.

O Museu abriga diversas raridades, como o primeiro bonde a circular no Brasil, no ano de 1859, até o primeiro trólebus de fabricação nacional, fabricado em 1960. Graças a doações efetuadas por diversos colecionadores, o museu possui um acervo de 3.000 documentos, entre fotos e livros, além de sete veículos.

Museu do Ipiranga: também conhecido como Museu Paulista da Universidade de São Paulo, abriga um grande acervo de objetos relacionados à Independência do Brasil. São objetos, mobiliário e obras de arte datadas do final do século XIX, que apresentam uma visão do Brasil durante os seus últimos anos de monarquia.

Pinacoteca do Estado: o prédio, projetado por Ramos de Azevedo e Domiziano Rossi, abriga um dos maiores e mais importantes acervos de arte brasileira, com destaque para a pintura dos séculos XIX e XX. A Pinacoteca também abriga obras de famosos artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfati, Cândido Portinari e Tarsila do Amaral.

Com vontade de conhecê-los? Acesse o site de cada museu e veja em quais dias e horários eles estão abertos (a maioria dos citados  abre as suas portas ao sábado com entrada gratuita).

Foto: octavioqueiroz no Flickr

São Paulo reúne inúmeras opções de gastronomia, cultura e entretenimento

São Paulo é o principal centro financeiro do Brasil

É impossível viajar pelo Brasil sem passar pela cidade de São Paulo. Com 11 milhões de habitantes, a capital paulista é a maior cidade do país e principal centro financeiro da América Latina. Por ser um lugar de forte influência no cenário global, a “Terra da Garoa” oferece inúmeras opções de lazer, entretenimento e cultura. Mas um dos pontos fortes da metrópole é a variedade gastronômica. São Paulo reúne a influência dos imigrantes de várias partes do mundo em seus mais de 12,5 mil restaurantes. Nas cantinas italianas do tradicional bairro do Bixiga, o visitante também entra em contato com o típico sotaque paulistano, um dos principais patrimônios imateriais da cidade. No bairro da Liberdade, principal reduto japonês, existe vários restaurantes de culinária oriental. O Mercado Municipal, com seus pastéis de bacalhau e sanduíches de mortadela é uma parada obrigatória para quem passa pelo Centro. Comida tailandesa, árabe, marroquina, indiana, fast-food. São Paulo tem vocação para agradar a todos os paladares.

Da famosa Rua 25 de Março, principal centro de comércio popular da capital, até a Rua Oscar Freire, que concentra lojas de luxo: São Paulo é um verdadeiro paraíso das compras. A cidade também possui mais de 60 shoppings, além da Galeria do Rock, que oferece uma variedade de roupas e acessórios alternativos para o público jovem.

Para quem procura boas baladas e agitação na vida noturna, São Paulo é o lugar certo. Nos bairros da Barra Funda, Vila Olímpia e na Rua Augusta existem casas noturnas especializadas em vários ritmos musicais. Para quem prefere um passeio mais tranqüilo, a Vila Madalena é o principal reduto de bares e botecos de todos os estilos. Alguns dos museus mais importantes do Brasil se encontram em São Paulo, como o MASP, a Pinacoteca do Estado, o Museu do Futebol, o Museu da Língua Portuguesa, Museu da Imagem e Som e o Museu do Ipiranga. São Paulo também possui 39 centros culturais e 120 teatros, que oferecem espetáculos que vão do erudito ao popular.

Durante o ano inteiro, São Paulo recebe eventos que agradam todas as tribos, como a Virada Cultural e a Virada Esportiva, que reúnem várias atrações espalhadas pela cidade durante todo um fim de semana. O Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, o Carnaval, a São Paulo Fashion Week, a Corrida de São Silvestre e a Parada do Orgulho GLBT movimentam a ampla rede hoteleira da cidade e fazem circular milhões de reais no setor de turismo da cidade. Em 2014, São Paulo será uma das cidades sede da Copa do Mundo FIFA.

Além de toda essa agitação, a maior cidade das Américas também é repleta de pontos turísticos. No centro histórico de Sampa, os visitantes podem passear pelo Vale do Anhangabaú, pela Praça da Sé, além de apreciar a vista panorâmica do Edifício Altino Arantes (Prédio do Banespa). São Paulo possui regiões de alta concentração de arranha-céus modernos, como na região da Avenida Paulista, Faria Lima e Berrini. Nessa região, vale a pena passar pela Ponte Estaiada, um dos mais novos cartões postais do município, inaugurado em 2008.

Para quem prefere se refugiar da badalação e do caos da cidade, o Parque Estadual da Cantareira, na Zona Norte, abriga uma área de conservação da Mata Atlântica de 7900 hectares em meio à selva de pedra. O Parque do Ibirapuera, na Zona Sul, o Parque do Carmo, na Zona Leste, o Parque Villa Lobos, na Zona Oeste, e o Parque Trianon, na Avenida Paulista, também são ótimas opções.

Para se locomover em São Paulo, é recomendável que se utilize o transporte público, já que o trânsito é caótico e saturado. Os mais de 300 quilômetros de extensão dos trens da CPTM e do metrô são as melhores alternativas. A rede interliga várias regiões da capital, além de cidades vizinhas, como Osasco e a região do ABC Paulista.

Museu da Língua Portuguesa está entre os mais visitados da América do Sul

O Museu da Língua Portuguesa é um dos principais pontos turísticos de São Paulo

A cidade de São Paulo, que abriga o maior número de falantes de português do planeta, possui uma das melhores atrações culturais do Brasil. Localizado no imponente prédio da Estação da Luz, no centro de cidade, o Museu da Língua Portuguesa consolidou-se como um dos mais visitados da América do Sul. De março de 2006 – quando foi inaugurado – até o ano de 2009, a instituição havia recebido mais de 1,6 milhões de pessoas.

O acervo do museu, que conta a história da língua portuguesa, é exposto por meio de inúmeros recursos de interatividade e tecnologia. O local possui três andares e a visitação começa de cima para baixo, a partir do terceiro piso. Ao entrar no Museu, o visitante encontra a “Árvore da Língua”, uma escultura de 16 metros de altura que mostra nas raízes as palavras arcaicas que deram origem ao vocabulário português. Ainda no terceiro andar, está o Auditório onde é exibido um vídeo de aproximadamente 10 minutos que mostra a história do surgimento da Língua Portuguesa. O espaço conta com uma enorme tela de cerca de nove metros de largura.

Na Praça da Língua, é possível conhecer a riqueza do idioma e textos de clássicos da nossa literatura. O conteúdo é exibido por meio de sons, vídeos, imagens e textos projetados no chão e no teto. Em seguida, já no segundo andar, o visitante passa por uma enorme galeria onde são exibidos vários vídeos que mostram a presença do português no cotidiano do povo brasileiro. Seja na música, no futebol, no carnaval, nos meios de comunicação, a língua está sempre presente no dia a dia da sociedade. O ambiente possui uma tela de 106 metros de comprimento, que percorre todo o espaço do corredor.

O português falado no Brasil possui também uma diversidade de sotaques que variam entre as regiões do país. Num grande mapa interativo, o visitante pode selecionar um estado brasileiro e ouvir o modo de falar daquela região.

O Museu também conta com a sala de totens interativos, nos quais as pessoas conhecem os outros idiomas que influenciaram no modo de falar do brasileiro. Os visitantes interagem com as línguas indígenas e africanas que influenciaram na criação de nosso vocabulário.

Exposições temporárias também são exibidas constantemente no primeiro andar do Museu. As mostras já homenagearam diversos escritores da literatura brasileira, como Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Machado de Assis, dentre outros artistas e temas.

Conhecer o Museu da Língua Portuguesa é uma oportunidade que cada brasileiro tem de se conhecer melhor e fortalecer os vínculos com a própria cultura.  O Museu funciona de terça a domingo, das 10h às 18h e o valor do ingresso é R$6,00. Estudantes pagam metade do valor e professores da rede pública, idosos com mais de 60 anos e menores de 10 anos entram de graça.

Foto: deadoll no Flickr