Um espetáculo da natureza no centro da América do Sul: a Chapada dos Guimarães

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, que ocupa os municípios de Chapada dos Guimarães e Cuiabá, no Mato Grosso, é um dos principais cartões postais do Brasil. Criado em 1989, a reserva abriga inúmeras chapadas, grutas e cavernas, num cenário deslumbrante onde predomina a vegetação do cerrado. Dentro dessa área de 33 mil hectares, há muito a ser explorado. Pelo fato do parque estar próximo da capital mato-grossense, as pessoas geralmente aproveitam para visitá-lo quando passam pela cidade de Cuiabá. Não há guias para orientar os passeios pelas trilhas.

A cachoeira mais famosa do parque tem 86 metros de altura e atende pelo nome de Véu de Noiva. Sem sombra de dúvida, é o principal cartão postal da reserva. Mas, as águas mais apropriadas para banho estão no Circuito das Cachoeiras, uma sequência de sete quedas. A cachoeira do Pulo é ideal para banhistas. Quem gosta de paisagens rústicas não deve deixar de visitar a Cidade de Pedra, com suas formas esculpidas pelo vento e pela erosão e um visual muito parecido ao de uma cidade em ruínas. O acesso é feito pelos 14 km da Estrada da Água Fria, que não é asfaltada. Já para chegar à Casa de Pedra e conhecer melhor a história geológica da região, é necessário percorrer uma trilha de 12 km localizada no lado oposto da Cidade da Pedra. Trata-se de uma caverna de arenito formada pelo rio Sete de Setembro. Outro local de interesse é o Morro de São Jerônimo, cuja altura de quase 900 metros faz deste local o ponto mais alto da Chapada dos Guimarães.

Nos arredores do parque, o visitante pode conhecer o Mirante da Chapada, de onde é possível observar a cidade de Cuiabá e boa parte da Chapada dos Guimarães. O local é conhecido por ser o Centro Geodésico da América do Sul, já que está a 1600 km de distância dos Oceanos Atlântico e Pacífico. O acesso ao mirante é feito pela rodovia MT-251. Outro observatório interessante é o Portão do Inferno. Após passar pelo complexo turístico da Salgadeira, no caminho para a entrada do parque, o visitante pode apreciar uma visita maravilhosa para as formações rochosas da Chapada. Já na região da Salgadeira, é possível tomar banho de cachoeira e curtir a movimentação nas lanchonetes e restaurantes, que são bastante freqüentados nos finais de semana.

Não deixe também de esticar o roteiro até a cidade de Chapada dos Guimarães e conhecer patrimônios históricos como a Igreja de Nossa Senhora de Santana, a construção mais antiga do município.

Foto Parque Nacional da Chapada dos Guimarães: navegadormt.com

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Um comentário em “Um espetáculo da natureza no centro da América do Sul: a Chapada dos Guimarães”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *