Um paraíso praticamente intocado: Ilhabela

Balsa Ilhabela, município de São Sebastião

Ilhabela: O nome já diz tudo! Trata-se de uma ilha paradisíaca que preserva nada mais, nada menos do que 85% de sua cobertura original de Mata Atlântica. Localizado no litoral norte do estado de São Paulo, a 135 km da capital paulista, Ilhabela é um dos únicos municípios-arquipélago do Brasil. A população estimada em 2010 é de 28 mil habitantes, número que pode ficar até cinco vezes maior durante a alta temporada, entre dezembro e janeiro. Ao percorrer o litoral recortado, o turista encontrará 40 belíssimas praias e centenas de cachoeiras para explorar. A formação geológica da Ilha é relativamente recente, o que explica o relevo montanhoso predominante. Picos quase sempre cobertos por nuvens podem ultrapassar a marca dos 1300 metros de altitude.

Algumas áreas só podem ser alcançadas por trilhas no meio da mata. Aliás, opções para quem gosta deste tipo de aventura é o que não falta em Ilhabela. O lado leste da ilha, voltado para o Oceano Atlântico, é o lugar ideal para quem deseja se desligar completamente das notícias e chateações do mundo exterior. Uma dica importante para qualquer pessoa é usar e abusar dos repelentes, caso contrário o passeio poderá render momentos inesquecíveis… Para os mosquitos! De resto, é só deixar a mãe natureza fazer sua parte por si só. Ao passear pela mata, o visitante encontrará animais típicos da fauna brasileira, como jaguatiricas e tucanos, além de maritacas, pica-paus, arapongas e macacos. Espécies de árvores nativas, como ipês, jatobás e jequitibás também embelezam o visual da natureza.

As águas de Ilhabela são também apropriadas para o mergulho. O mais interessante são os mais de vinte naufrágios que podem ser explorados pelos mergulhadores. Boa parte desses navios afundou no começo do século XX, como é o caso do transatlântico espanhol “Príncipe das Astúrias” (1916) e do brasileiro “Atílio” (1905). Outro esporte muito praticado na região é o velejamento. Ilhabela, diga-se de passagem, é considerada “Capital da Vela”.

Quem não gosta de se infiltrar no meio do mato pode aproveitar as inúmeras praias praticamente intocadas pela ação do homem, que estão espalhadas pela ilha. Algumas comunidades caiçaras podem ser encontradas nas praias mais remotas. Vale a pena trocar idéias e experiências com essas pessoas, cujo estilo de vida é em total sintonia com a natureza, longe do caos da modernidade.

Para agradar aquelas pessoas que não conseguem se desligar da vida moderna, as praias voltadas para o continente são ideais. A área urbana de Ilhabela está concentrada nessa região. Sinal de celular, internet, hotéis, pousadas, restaurantes, bares, lojas sofisticadas, asfalto, ciclovias e agitação. Tem de tudo nesse município. Ilhabela se interliga com o resto do país (município de São Sebastião) por meio de balsas, o único meio de se chegar ao local. Na alta temporada, as filas de carros para a travessia podem ser longas, mas o passeio sempre valerá a pena.

Foto: Marco Aurélio de Souza no Flickr 

Autor: Caio Lima

Blogger na rede The Diktyo SL.

Um comentário em “Um paraíso praticamente intocado: Ilhabela”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *