Um tour de bike por Montevidéu

Urubike, organização sem fins lucrativos para promover o uso da bike
Urubike, organização sem fins lucrativos para promover o uso da bike

Ir para uma cidade litorânea e poder aproveitar o que há de melhor bem na beira da praia, é indescrítivel para qualquer turista. Em Montevidéu não é diferente. A cidade possui uma ciclovia bem preservada, ótima não só para caminhar, mas para conhecer os principais pontos de bicicleta. É uma opção barata para quem quer se aventurar pela orla da capital, as margens do Rio da Prata.

É muito comum ver as pessoas fazendo rambling. É uma gíria local para pedalar na rambla, o calçadão de Montevidéu. Os mais de 1,5 milhão de habitantes estão mais que acostumados, virou parte da rotina deles, tanto que em 2006 foi criado o Urubike. É uma organização sem fins lucrativos para incentivar e promover o uso da bike, como uma forma de preservação ambiental, mudando principalmente o estilo de vida dos uruguaios.

Inclusive há uma circuito para cicloturismo, criado pela Urubike em parceria com a Unesco. Há quatro itinerários para os turistas andarem pela capital de bicileta e conhecer seus principais pontos turísticos. O bom desse trabalho é que acabou gerando empregos na região e trazendo investimentos para uma área que antes não era tão explorada.

O passeio leva o ciclista pelo centro histório da cidade, além da zona urbana e bairros de classe média alta, como o Punta Carretas. Durante todo o percurso, a pessoa está acompanhando à beira do Rio da Prata. O circuito dura duas horas, cerca de 12 km. Ninguém é obrigado a percorrê-lo todo, tanto que pode desistir no meio do caminho.

Algumas vezes a Urubike chega a oferecer bicicletas, mas depende muito da disponibilidade e do tempo de uso da bike. A organização pode alugá-la ou mesmo emprestá-la. As bicicletas são conhecidas como “chivas” e se não estiverem disponíveis, a organização orienta aonde consegui-las. A Urubike também tem oficinas para decorar as bikes, além de cursos de mecânica para resolver problemas básicos e recorrentes que tem nos equipamentos.

O interessante é que eles promovem um tour noturno pela orla, que sempre acontece no final de dezembro e o evento reúne os ciclistas da cidade. Mas o circuito da Urubike não se limita somente na capital. Há também passeios no interior do país.

É uma oportunidade diferente de conhecer Montevidéu. A cidade comparada a Rio ou São Paulo não é muito grande. Em três dias é possível conhecer bem a capital. Poder aproveitar com um passeio de bicicleta e vivenciar um clima tropical e tranquilo pelas ciclovias é um passeio diferente e que pode ser facilmente incluído no roteiro de viagens. Para quem tiver a chance, deve aproveitar!

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *